EventsEventosPodcast
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Jane Campion recebe Prémio Lumière em Lyon

Jane Campion recebe Prémio Lumière em Lyon
Direitos de autor euronews
Direitos de autor euronews
De  Frédéric Ponsardeuronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O galardão recompensa personalidades que marcaram a história do cinema. A realizadora neozelandesa foi a primeira mulher a arrecadar a Palma de Ouro em Cannes.

PUBLICIDADE

Jane Campion recebeu o Prémio Lumière, em Lyon. O galardão recompensa personalidades que marcaram a história do cinema.

A realizadora neozelandesa foi a primeira mulher a arrecadar a Palma de Ouro em Cannes, em 1993, pelo filme O Piano. Várias realizadoras presentes na cerimónia reconheceram que Jane Campion foi uma referência ao longo das suas carreiras.

“Estou muito emocionada por estar aqui. É mais do que simbólico. Estou num lugar íntimo, em casa. Tenho um respeito infinito por Jane campion. É uma realizadora muito importante na minha vida”, afirmou a realizadora Julia Ducournau, segunda mulher a arrecadar uma Palma de Ouro, em Cannes.

“É uma mulher que eu adoro. Inspirou-me muito. Fez-me sonhar, fez-me sonhar com cinema. Fez-me sentir que tudo era possível, devido ao seu olhar sensível, sobretudo em relação às mulheres”, afirmou Nadine Labaki.

"É incrível, a liberdade, a inteligência, a mestria da encenação. É um grande exemplo", frisou a atriz e realizadora Hafsia Herzi.

Personagens em busca de liberdade

Jane Campion é autora de nove longas-metragens, incluindo a sua obra-prima "O Piano", realizou também várias séries, nomeadamente a série de sucesso, "Top of the Lake". Nos seus filmes, explora o lado mais íntimos das personagens, o desejo, a busca da liberdade, para além das convenções sociais e familiares.

Em Lyon, a realizadora esteve várias vezes em contacto com o público, nomeadamente durante uma masterclass, onde falou das suas primeiras incursões no mundo do cinema, do seu amor pelas personagens marginais e pela natureza.

Jane Campion foi convidada a visitar a antiga fábrica em Lyon onde os irmãos Lumière montaram o primeiro cinematógrafo e que é agora um instituto dedicado ao cinema. Foi nesse local que Auguste e Louy Lumiere filmaram "A saída dos operários da fábrica Lumière" que viria a ser considerado o primeiro filme da história do cinema.

“É o berço do cinema. É maravilhoso que as pessoas de Lyon tenham conservado este monumento. Eu sinto que o cinema tornou a minha vida possível. Crescer no cinema foi algo importante para mim. Descobri adultos extraordinários, com muita imaginação, que respondiam a grandes questões como, por exemplo, porque estamos aqui? será possível amar? Quem sou eu ? De que é feito o futuro? Enfim, todas as questões importantes que as pessoas e os artistas abordam através das histórias e isso deu-me o sentimento de fazer parte do mundo", disse à euronews Jane Campion.

A edição 2021 do Festival Lumière decorreu de 9 a 17 de outubro em Lyon. O público pôde ver centenas de filmes em toda a cidade, incluindo restropetivas de obras de realizadores marcantes da história do cinema. 

O novo filme de Jane Campion

Outro dos momentos muito aguardados pelo público, a apresentação do último filme da realizadora neozelandesa. Produzido pela plataforma Netflix, The Power of the Dog estreia a 1 dezembro. A obra retrata os conflitos entre dois comboys do Montana, dois irmãos com personalidades totalmente opostas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Homenagem ao cinema em Lyon

Festival Lumière ilumina novamente mundo do Cinema

O homem ideal é um robô