EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

O melhor do mundo da animação em Annecy

O melhor do mundo da animação em Annecy
Direitos de autor euronews
Direitos de autor euronews
De  Frédéric Ponsard
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Um resumo dos pontos altos do Festival Internacional de Cinema de Animação de Annecy, em França

PUBLICIDADE

Cada ano, em Junho, Annecy torna-se na capital mundial da animação.

Dos grandes estúdios norte-americanos aos criadores e estudantes independentes de toda a Europa e do resto do mundo, todos marcam presença.

A animação é uma arte e uma indústria em expansão.

Todos os formatos, suportes e técnicas e, sobretudo, todas as fantasias são permitidas, possíveis e visíveis no Festival Internacional de Cinema de Animação da cidade francesa.

Este ano, as estrelas da animação inauguraram um "Passeio da Fama". 

Michel Ocelot recebeu um Cristal Honorário, o primeiro galardão do género, pela sua incomparável arte de animação.

O "pai" de Kirikou é um dos grandes mestres da animação europeia, e muitos fãs estiveram presentes para lhe prestar homenagem.

Sinto que me tornei num contador de histórias. No início pensei que era essencialmente um desenhador mas, com o passar do tempo, apercebi-me de que gostava de contar histórias...

É um pequeno mecanismo que começa a mover-se, que vai para onde quero que vá e que pára quando tem de parar, nem demasiado cedo, nem demasiado tarde...
Michel Ocelot
realizador

O seu último filme, "Le Pharaon, le Sauvage et la Princesse", será lançado na Europa no Outono.

"O Pequeno Nicolas" recebe prémio de Cristal

O festival terminou com a cerimónia de entrega de prémios, incluindo o cobiçado Cristal para a melhor longa-metragem de animação, atribuído ao filme franco-luxemburguês "O Pequeno Nicolas - O que estamos à espera para ser felizes?", realizado por Amandine Fredon e Benjamin Massoubre.

O filme retraça a história de "O Pequeno Nicolas", inicialmente um livro ilustrado, e dos seus criadores, o cartoonista Sempé e o argumentista Gosciny, mundialmente conhecido como autor de Astérix.

Estamos extremamente felizes por toda a equipa, porque é realmente o trabalho de várias pessoas, de 200 ou 250 pessoas!
Benjamin Massoubre
realizador
Os livros de 'O Pequeno Nicolas' não eram livros para crianças, eram livros para adultos que tinham filhos. E esta mistura de visões de adultos e crianças é muito equilibrada.
Amandine Fredon
realizadora

Prémio do Júri para coprodução portuguesa

O Prémio do Júri foi para outro filme notável, com coprodução portuguesa: "Interdito a Cães e Italianos", de Alain Ughetto, que conta a história dos seus avós italianos que imigraram para França.

A portuguesa Ocidental Filmes é uma das coprodutoras desta longa-metragem de animação, que também recebeu o prémio da Fundação Gan, uma instituição francesa privada de apoio ao cinema e a novos criadores.

As filmagens foram europeias. A Suíça acompanhou-nos, tal como a Bélgica, a Itália e Portugal... Trabalhei com jovens vindos de toda a Europa!
Alain Ughetto
realizador

Uma história sobre a Europa e os seus migrantes, com o omnipresente receio face ao estrangeiro como pano de fundo.

Um dos grandes filmes de animação desta edição de 2022, que foi um grande sucesso económico e artístico, bem como em termos de público.

Nome do jornalista • Frédéric Ponsard

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Os grandes filmes dos Prémios do Cinema Europeu 2023

Monica Bellucci leva Maria Callas ao Festival de Cinema de Salónica

Realizador alemão Wim Wenders recebe Prémio Lumière em Lyon