This content is not available in your region

Duas exposições fotográficas de Raymond Depardon em Lyon

"Glasgow": exposição de Raymond Depardon
"Glasgow": exposição de Raymond Depardon   -   Direitos de autor  Seuil / Magnum Photos
De  Euronews

Raymond Depardon, uma lenda viva da fotografia mundial, um membro proeminente da agência de imprensa Magnum, viajou por todo o mundo armado com a sua Leica, que nunca deixa.

Esteve em Lyon, convidado pelo Institut Lumière, para duas exposições este verão. Uma sobre a cidade de Glasgow, e a outra sobre as paisagens que há muito o fascinam e conta: "Fui fotógrafo de imprensa durante muito tempo, viajei muito... e tento fazer coisas, não por mim, mas tento fazer coisas onde confronto coisas diferentes: viagens, alguns ambientes, a errância..."

"Errância" é o nome de uma das mostras. Fotografias a preto e branco, tiradas em todo o mundo, com uma visão vertical, com este incrível olhar que faz de Depardon um dos mestres da arte documental e da fotografia.

Um sentido inato de perspetiva, servido por gravuras particularmente trabalhadas para fixar o máximo de luz...

"Digo frequentemente que um dia é bonito quando se vê o horizonte. É isso, precisamos de ver o horizonte! Eu precisava de enfrentar o horizonte, de ver o que ia trazer de volta, não necessariamente para contar uma história, mas apenas para ver a luz", afirma.

A exposição "Glasgow" é o resultado de uma reportagem pedida pelo Sunday Times no início da década de 80, mas que nunca foi publicada.

"Pediram-me para fazer uma reportagem sobre Glasgow, uma cidade industrial no norte da Escócia. Eu tinha regressado de África e era qualquer coisa completamente oposta ao meu mundo... e fiquei fascinado por estas pessoas, claro, e pela luz, as cores, desta cidade industrial na era Thatcher"..."

Estas fotografias são um testemunho impressionante de um país duramente atingido pela crise e cheio de pobreza.

Os trabalhos de Raymond Depardon são um testemunho dos nossos tempos e podem ser vistos em Lyon, até 28 de agosto.