EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

De Robert Smith a Kurt Cobain: as fotos de Richard Bellia agora em casa própria

Roberto Smith, dos The Cure, registado pela lente de Richard Bellia
Roberto Smith, dos The Cure, registado pela lente de Richard Bellia Direitos de autor Richard Bellia
Direitos de autor Richard Bellia
De  Francisco MarquesFred Ponsard
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Tudo começou num festival em 1980 com os Clash e os Cure no cartaz, mas foi num concerto da banda de Robert Smith que começou a registar o mundo do Rock'N.Roll

PUBLICIDADE

No meio de uma crise europeia na habitação, Richard Bellia acaba de encontrar casa própria para as fotografias que anda a registar há pouco mais de 40 anos no mundo do Rock'N'Roll.

Em Annonay, cidade medieval 70 quilómetros a sul de Lyon, no centro leste de França, o fotógrafo, que celebrou a 18 de janeiro 61 anos, abriu agora uma galeria em nome próprio e a Euronews foi espreitar este novo submundo do Rock.

Robert Smith foi talvez a primeira grandes estrela a merecer o "disparo" de Bellia, corria o mês de outubro de 1980. O "bichinho" tinha sido desperto meses antes, num festival de verão em Rettel, no departamento de Mosela, perto da Bélgica, com The Clash, The Cure e Roxy Music no topo do cartaz.

Quatro décadas depois, Richard Bellia instalou-se de máquinas, fotos e bagagens em Annonay e agora é ali que pretende partilhar o portfolio com o mundo, exibindo também registos, por exemplo, dos primeiros anos dos New Order, dos U2 ou dos The Smiths, mas também de ícones da música independente como os norte-americanos Tuxedomoon ou os franceses Telephone

Happy Mondays, The Gun Club, Run DMC, Public Enemy, David Bowie, Iggy Pop, Pogues, Ramones ou Iron Maiden, Nirvana ou Radiohead figuram também no catálogo de Richard Bellia.

"Eu escolho com os meus ouvidos primeiro! Depois apercebemo-nos que as pessoas por detrás da música são boa onda e sinceras. E quando se tem a oportunidade de estar com eles e ser criativo, é altamente", disse o fotógrafo à Euronews.

Richard Bellia conseguiu o melhor de dois mundos. Juntou as suas duas grandes paixões: fotografa o Rock'N'Roll.

Assume-se purista na resolução do processo químico que transforma os momentos vivenciados em pedaços de papel com história. Desde o clique na máquina à revelação da fotografia, Bellia procura a perfeição da impressão de acordo com os próprios critérios.

"Sou independente, no verdadeiro sentido da palavra. Não tiro fotografias à segunda-feira para alguém que precisa delas na terça-feira. Porque me daria ao trabalho de tirar essa fotografia se não gosto do artista? Zero interesse em fotografar pessoas de quem não gosto", assume, sem rodeios.

O trabalho de Richard Bellia pode ser descoberto na galeria homónima, situada na "Place de la Grenete, em Annonay, no departamento de Ardèche. Além de muitas das fotos já conhecidas do francês, há ainda outras inéditas para descobrir e muitas de Robert Smith, dos Cure, de quem se tornou amigo desde cedo.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Velha guarda do rock em peso na abertura da Gibson Garage

Americano fotografa os glaciares da Europa para as gerações futuras

Duas exposições fotográficas de Raymond Depardon em Lyon