This content is not available in your region

"Regra 34" ganha Leopardo de Ouro em Locarno

euronews_icons_loading
Júlia Murat recebe o Leopardo de Ouro do Melhor Filme, no Festival de Cinema de Locarno, por "Regra 34"
Júlia Murat recebe o Leopardo de Ouro do Melhor Filme, no Festival de Cinema de Locarno, por "Regra 34"   -   Direitos de autor  Urs Flueeler/' KEYSTONE / URS FLUEELER
De  Maria Barradas

A coprodução franco-brasileira, "Regra 34", ganhou o Leopardo de Ouro, para o melhor filme, no Festival de Cinema de Locarno.

Surpreendida, a realizadora Júlia Murat, levou toda a equipa do filme ao palco para receber o prémio justificando que como "não é habitual, precisava de quebrar o protocolo e de trazer toda a equipa, porque, de outra forma, seria impossível estar sozinha a receber o prémio".

**"Regra 34", é um filme não convencional e bastante ousado sobre sexo, pornografia e Internet.**O título refere-se à chamada Regra 34, segundo a qual todo o material pornográfico pode ser encontrado na Internet, assim como tudo o que lá existe.

A longa-metragem centra-se numa estudante de direito que vive várias fantasias sexuais, por vezes bizarras, na Internet - e não só.

Surpreendente foi a atribuição do segundo prémio mais importante do festival, o Prémio Especial do Júri, à comédia "Gigi la legge" ("Gigi, a Lei") do realizador italiano, Alessandro Comodin.

Uma viagem à vida quotidiana rural de um polícia de trânsito.

A película "Tengo sueños eléctricos", da Costariquenha Valentina Maurel arrecadou três grandes prémios: Melhor ator, melhor atriz e melhor realização.

Na sua primeira longa-metragem, Maurel narra com grande sensibilidade os momentos difíceis de uma jovem de 16 anos, que, após o divórcio dos pais, tem de lidar não só com os seus "pesadelos elétricos" , mas também com os acessos de raiva de pai.