Cerveja britânica na ressaca do Brexit

Cerveja britânica na ressaca do Brexit
Cerveja britânica na ressaca do Brexit Direitos de autor Screenshot NLNOS via EVN
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Cervejeira do Reino Unido queixa-se das dificuldades para exportar a produção para a União Europeia

PUBLICIDADE

As cervejas da Round Corner conquistaram duas medalhas de ouro nos últimos Prémios Mundiais da Cerveja mas a sua degustação está limitada aos consumidores do Reino Unido. Para a União Europeia, a torneira fechou.

A cervejeira admite que já não consegue exportar a produção e aponta o dedo ao Brexit. Combie Cryan é cofundador da empresa fundada há apenas quatro anos e lamenta o isolamento provocado pela saída do mercado único:

"Os custos fixos de muita papelada e todos os atrasos tornam a situação muito difícil. Antigamente, no mercado comum, o envio de um barril de cerveja custava 20 libras, fosse ele para Amesterdão ou Dublin. Agora são duzentas libras. E quem quer pagar isso em cima do preço do barril? Ninguém..."

Apesar das queixas, a culpa não é toda do Brexit. A pandemia, a inflação e a crise energética também têm a sua quota de responsabilidade mas a saída do mercado único veio complicar consideravelmente a vida das empresas britânicas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

"Êxodo" de banqueiros de Londres após Brexit

França nas bocas do mundo: melhor queijo mundial foi coroado

Pubs do Reino Unido introduzem a "hora infeliz" como preço de emergência