EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

De Marx a Martinis: Já ouviu falar do antigo líder da extrema-esquerda espanhola que abriu um bar?

O ex-líder do Podemos, Pablo Iglesias, celebra o sucesso das eleições gerais espanholas com outros líderes do partido em Madrid, 20 de dezembro de 2015
O ex-líder do Podemos, Pablo Iglesias, celebra o sucesso das eleições gerais espanholas com outros líderes do partido em Madrid, 20 de dezembro de 2015 Direitos de autor Emilio Morenatti/AP
Direitos de autor Emilio Morenatti/AP
De  Graham Keeley
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Artigo publicado originalmente em inglês

Pablo Iglesias, o antigo líder do partido de extrema-esquerda espanhol Podemos, vai abrir um bar, passando da política para o consumo de cerveja.

PUBLICIDADE

A lista de cocktails parece um "quem é quem" da política de esquerda, o que certamente agradará a todos os inimigos ferrenhos do capitalismo.

Escolha entre o Marcos Margarita, o Fidel Mojito, o Ché daquiri, o Mandela Zulu, o Gramsci Negroni, o Evita Martini, o Pasionara Puerto de Valencia, o First We Take Manhattan, o Durruti Dry Martini e o Ludmila Vodka.

Esta lista de bebidas é obra de Pablo Iglesias, o antigo líder do partido de extrema-esquerda espanhol Podemos, que decidiu afastar-se da política para abrir um bar.

Mas não podia deixar de lado as suas raízes políticas: chama-se La Taberna Garibaldi, em referência ao batalhão que defendeu a República Espanhola da revolta do general Francisco Franco durante a guerra civil de 1936-1939.

"As tabernas são o último bastião da classe operária", como dizia o filósofo marxista checo-austríaco Karl Kautsky, é um dos cartazes do bar, que deverá abrir na próxima semana na zona de Lavapies, em Madrid.

Estamos impressionados com a atenção que este humilde bar está a receber dos meios de comunicação social. Abrimos à terça-feira. Boas bebidas, comida, música, poesia e camaradagem. Boa saúde e liberdade Garibaldinas!

Quando o Podemos surgiu, em 2012, este partido, que começou como um movimento de protesto, reescreveu o curso da história política do país ao acabar com o sistema bipartidário que dominava esta jovem democracia.

Em 2019, Pablo Iglesias assinou um acordo de coligação com o líder socialista espanhol e então primeiro-ministro interino Pedro Sanchez.
Em 2019, Pablo Iglesias assinou um acordo de coligação com o líder socialista espanhol e então primeiro-ministro interino Pedro Sanchez.Paul White/The AP. All rights reserved

Servir o povo, servir bebidas

Mais de uma década depois, talvez cansado da polarização da política espanhola, Iglesias optou por seguir um caminho diferente para lutar pelos direitos dos trabalhadores... através da bebida.

O bar também oferecerá noites sociais e culturais, talvez com Iglesias a falar sobre os benefícios da vida socialista.

Para que o bar sobreviva no mundo capitalista da Espanha atual, terá, naturalmente, de dar lucro.

De qualquer forma, Iglesias não seria o primeiro político a fugir ao incómodo de tentar tornar o mundo um lugar melhor e a optar por uma vida mais fácil.

Ed Balls, o antigo ministro britânico da Infância, Escolas e Famílias, deixou a política e apareceu, para gáudio da nação, no Strictly Come Dancing, um programa de televisão em que pessoas famosas tentam provar que sabem dançar. Atualmente, apresenta o Good Morning Britain, um programa de televisão diário.

Ed Balls e a sua parceira de dança Katya Jones aparecem nos prémios BAFTA em Londres, a 14 de maio.
Ed Balls e a sua parceira de dança Katya Jones aparecem nos prémios BAFTA em Londres, a 14 de maio.Joel Ryan/Copyright 2017 The AP. All rights reserved.

Talvez a televisão matinal não esteja isenta de stress, mas está muito longe da agitação das Casas do Parlamento.

Outros, claro, optaram por seguir um caminho diferente caminho - passando de empregos invulgares para a linha da frente da política.

Alexandria Ocasio-Cortez, também conhecida pelas suas iniciais AOC, é uma política americana e ativista do Partido Democrata.

Alexandria Ocasio-Cortez faz uma pergunta durante uma reunião do subcomité de supervisão da Câmara dos Representantes.
Alexandria Ocasio-Cortez faz uma pergunta durante uma reunião do subcomité de supervisão da Câmara dos Representantes.Jacquelyn Martin/Copyright 2019 The AP. All rights reserved.

Foi empregada de bar e tinha de se levantar para apanhar o comboio para o trabalho às 6 da manhã, onde os seus empregadores insistiam que a sua aparência era uma vantagem.

Da mesma forma, Sarah Wiener - que era conhecida como o Jamie Oliver da Alemanha - abandonou a vida de cozinheira famosa para entrar nos climas claramente menos glamorosos do Parlamento Europeu.

Green MEP Sarah Wiener first became famous as a restaurateur and celebrity chef.
Green MEP Sarah Wiener first became famous as a restaurateur and celebrity chef.AP2009

Wiener é membro do Partido dos Verdes e está a ajudar a conduzir a iniciativa da União Europeia "Food to Fork" para tornar a agricultura mais sustentável.

Se existe uma relação entre os políticos e a cultura da bebida ou da comida é uma questão de debate, mas parece ser uma porta bastante aberta entre os dois mundos da política e da gastronomia.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

'A eleição acabou': celebridades reagem à tentativa de assassinato de Donald Trump

Shannen Doherty, atriz de "Beverly Hills, 90210", morre de cancro da mama

Julgamento de Alec Baldwin anulado por ocultação de provas por parte do Ministério Público