EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Rod Stewart vaiado pelo público alemão por apoiar a Ucrânia

Rod Stewart saúda a multidão na Royal Arena durante o seu concerto "One Last Time" em Copenhaga, Dinamarca, a 9 de junho de 2024.
Rod Stewart saúda a multidão na Royal Arena durante o seu concerto "One Last Time" em Copenhaga, Dinamarca, a 9 de junho de 2024. Direitos de autor Torben Christensen/Associated Press
Direitos de autor Torben Christensen/Associated Press
De  Euronews Culture
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Artigo publicado originalmente em inglês

O cantor tem-se manifestado abertamente contra a invasão da Ucrânia pela Rússia, mas os espetadores de um concerto na Alemanha não o quiseram ouvir.

PUBLICIDADE

O cantor britânico Rod Stewart foi vaiado por membros do público num concerto em Leipzig, na Alemanha, na sexta-feira, quando fez uma demonstração de apoio à Ucrânia.

Os apupos começaram quando Stewart saudou o presidente ucraniano Volodymyr Zelenskyy, enquanto imagens da bandeira ucraniana, da devastação na país e do próprio Zelenskyy apareciam num ecrã gigante atrás do cantor.

"Fuck Putin", gritou Stewart, anunciando, como tem feito regularmente em palco, que estava a dedicar a sua canção "Rhythm of My Heart", de 1991, à Ucrânia.

Rod Stewart was playing at Leipzig's Quarterback Immobilien Arena on Friday.

A reação da multidão em Leipzig é vista como emblemática de um crescente mal-estar na Alemanha de Leste face ao apoio ocidental a Kiev. Sondagens recentes sugerem que quase metade dos eleitores no leste da Alemanha querem que o governo dê menos assistência à Ucrânia.

Stewart tem condenado regularmente a Rússia desde que esta lançou a uma invasão em grande escala da Ucrânia, em 2022, e até apoiou uma família de sete refugiados que fugiam das tropas russas.

Esta digressão - anunciada como a sua última digressão pela Europa - inclui ainda paragens em Hamburgo, Munique, Paris e Viena.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Cimeira da Paz na Suíça exige "integridade territorial" da Ucrânia

Putin promete cessar-fogo se Ucrânia retirar das regiões ocupadas

"Não sei como vamos sobreviver a este inverno" - Reconstrução da Ucrânia centrada na energia