This content is not available in your region

Barão irlandês "entrega" propriedades à natureza

euronews_icons_loading
Barão irlandês "entrega" propriedades à natureza
Direitos de autor  AFP
De  Euronews  com AFP

Randal Plunkett tem 38 anos. É ambientalista, vegetariano, gosta de heavy metal, e é herdeiro de uma dinastia que reinou na Irlanda durante 900 anos.

O 21º Barão de Dunsany vive num castelo perto de Dublin e há cerca de oito anos decidiu “entregar” a sua propriedade à natureza. Disse adeus aos cortadores de relva e ao gado e deu as boas-vindas aos animais selvagens, cogumelos e pântanos. Transformou cerca de 300 hectares de terreno num oásis para animais selvagens.

"Sou o guardião da propriedade para esta geração e a propriedade não é apenas o castelo, é também o ambiente", defende o aristocrata.

Randal Plunkett começou em segredo. Durante os primeiros cinco anos, ninguém sabia o que estava a acontecer. Conta que os habitantes locais pensavam que ele era um idiota e um decadente que destruía a terra sem razão.

Mas os resultados começaram a aparecer: martas, uma espécie muito rara na região, abutres, veados, papagaios, pipas vermelhas, falcões peregrinos, falcões pardais, narcejas e até um pica-pau. Numa parte da propriedade, o relvado tornou-se um grande pântano, com 23 espécies de erva e muitos insectos.

O barão também teve de lidar com "ameaças" e "vandalismo". Considera a sua propriedade um "oásis" onde a caça aos veados é proibida e há sempre uma patrulha ao amanhecer para manter os caçadores furtivos à distância.