EventsEventos
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

"South Stream": oito países debatem alternativas para fornecimento de gás

"South Stream": oito países debatem alternativas para fornecimento de gás
Direitos de autor 
De  Isabel Marques da Silva
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Cancelamento pela Rússia do gasoduto "South Stream" afeta sobretudo oito países da União Europeia

PUBLICIDADE

Face à decisão da Rússia de cancelar a construção do gasoduto “South Stream”, os oito Estados-membros da União Europeia mais afetados reuniram-se, esta terça-feira, com a Comissão Europeia para concertarem posições.

O comissário europeu para a União da Energia, Maros Sfecovic, que coordena os trabalhos, disse à euronews que “depois de uma breve troca de impressões, já há uma proposta para criar um corredor de gás vertical”.

“Sei que os Estados-membros do centro e do sudeste europeu estão a avaliar como é que se pode acelerar as interconexões de gás através da uma melhor integração de esforços”, acrescentou.

O corredor vertical é proposto pela Bulgária, Roménia e Grécia, para trazer gás via Azerbaijão (do mar Cáspio).

Essa infraestrutura teria depois de ser ligada a um corredor a sul, para poder servir os outros países afetados: Áustria, Hungria, Eslovénia, Croácia e Itália.

A correspondente da euronews em Bruxelas, Isabel Marques da Silva, realça que “apesar de dizer que ainda acredita neste projeto, a UE prepara alternativas. Por um lado, vai acelerar o projeto do corredor de gás do sul em parceria com o Azerbaijão. Por outro poderá começar a fazer testes para um novo gasoduto no Mediterrâneo em parceria com Israel”.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Ajuda humanitária "no limite", diz agência da ONU para refugiados palestinianos

Zelenskyy: Ausência de Biden na cimeira de paz seria uma "ovação de pé" para Putin

Alvise Perez, o "Bukele" espanhol que quer captar o descontentamento nas eleições europeias