EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Relações UE-Rússia: Bruxelas deve prolongar sanções por mais seis meses

Relações UE-Rússia: Bruxelas deve prolongar sanções por mais seis meses
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

As sanções da União Europeia contra a Rússia devem ser prolongadas por mais seis meses.

PUBLICIDADE

As sanções da União Europeia contra a Rússia devem ser prolongadas por mais seis meses. De acordo com fontes de Bruxelas, a decisão deve ser tomada no encontro de ministros dos negócios estrangeiros que decorre na próxima semana.

Do lado de Moscovo, continua a interdição à importação de produtos vindos de Estados-membros. Uma medida que afeta sobretudo o setor alimentar.

Nikolai Ostarkov, vice-presidente do “Business Russia” explica que “os fabulosos queijos franceses estão a ser substituidos por queijos produzidos na Rússia, mas a qualidade está a aumentar. O processo de substituiçao das importações está em marcha”.

.JunckerEU</a>: "I have a strong preference for pipelines that unite over pipelines that divide." <a href="https://t.co/Bq5sclWmL5">pic.twitter.com/Bq5sclWmL5</a></p>&mdash; Martin Selmayr (MartinSelmayr) 16 de junho de 2016

Numa tentativa de aproximação, o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker fez questão de marcar presença no Fórum Económico Internacional que está a decorrer em S. Petersburgo mas deixou recados.

“Deixem-me ser claro. Em relação ao acordo de Minsk, a União Europeia está unida, tal como o G7. A Rússia faz parte desse acordo. Por isso, o próximo passo é claro: total implementação dos acordos. Nem mais, nem menos. É a única forma de começar as negociações, é a única forma de levantar as sanções económicas que foram impostas”, garantiu Juncker.

Recorde-se que o acordo de Minsk assinado no ano passado exige um cessar fogo e a entrega de armanento pesado nos territórios pró-russos do leste da Ucrânia. Exigências que estão longe de estar cumpridas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

PSD vence legislativas antecipadas na Madeira sem maioria absoluta

Presidente da Lituânia reeleito para um segundo mandato

Presidente e primeiro-ministro da Geórgia trocam farpas sobre lei da influência estrangeira