EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Tribunal alemão aprecia acordo de livre comércio UE-Canadá

Tribunal alemão aprecia acordo de livre comércio UE-Canadá
Direitos de autor 
De  Isabel Marques da Silva
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Membros dos grupos ativistas alemães que entregaram, em agosto, uma petição contra o acordo de livre comércio entre a União Europeia e o Canadá, conhecido por CETA, deslocaram-se, esta quarta-feira, a

PUBLICIDADE

Membros dos grupos ativistas alemães que entregaram, em agosto, 125 mil assinaturas contra o acordo de livre comércio entre a União Europeia e o Canadá, conhecido por CETA, deslocaram-se, esta quarta-feira, ao Tribunal Constitucional do país.

Antes da sessão para apreciar o acordo, uma ativista disse que “a economia deve servir a sociedade e o bem-estar das comunidades. Se tratados como este não respeitarem os princípios democráticos, então devem ser rejeitados”.

Opinião diferente tem o vice-chanceler que também se deslocou ao tribunal. Sigmar Gabriel afirmou que “o tratado é bom porque, por fim, teremos regras na Europa para enfrentar a globalização”.

O tribunal deverá pronunciar-se esta quinta-feira, já que está previsto que o acordo seja assinado numa cimeira União Europeia-Canadá, a 27 de outubro.

O Parlamento Europeu também debateu o tema, esta quarta-feira, com representantes dos agricultores, empresários e sindicalistas.

Um membro do Partido Popular Europeu, Artis Pabriks, argumentou que “o CETA dá-nos a oportunidade de ter um tratado que se baseia em padrões mais elevados, o que vai forçar muitos países que não apreciam esses padrões a terem de seguir o nosso exemplo”.

Mas sondagens feitas em vários países da União Europeia mostram que a maioria dos cidadãos teme que o acordo ameace os direitos dos trabalhadores, consumidores e qualidade ambiental.

Um tema quente que levou o eurodeputado ecologista francês, José Bové, a dizer num tweet que foi proibido de entrar no Canadá por causa da sua oposição ao CETA.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

'Les Bleus' unem uma França dividida perante as próximas eleições

Roberto Baggio assaltado em casa enquanto assistia ao jogo Itália-Espanha

António Costa na linha da frente para o Conselho Europeu, apesar das suspeitas de corrupção