Breves de Bruxelas: Ucrânia, CETA e Mossul em destaque

Breves de Bruxelas: Ucrânia, CETA e Mossul em destaque
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Há um nova tentativa para encontrar uma solução para a crise na Ucrânia: os líderes francês, alemão, russo e ucraniano vão reunir-se, hoje à noite, em Berlim…

PUBLICIDADE

Há um nova tentativa para encontrar uma solução para a crise na Ucrânia: os líderes francês, alemão, russo e ucraniano vão reunir-se, hoje à noite, em Berlim (Alemanha).

A correspondente da euronews em Bruxelas, Efi Koustokosta, perguntou o embaixador russo junto das instituições europeias o que pensa da reunião. Para Vladimir Chizhov, o governo de Kiev tem a responsabilidade de organizar eleições no leste da Ucrânia e de iniciar a reforma constitucional.

Neste programa que passa em revista a atualidade europeia diária destacamos, ainda, o facto da União Europeia ter dado uma prazo à Bélgica para validar o CETA, como é conhecido o acordo de livre comércio entre União Europeia e Canadá.

Os 28 ministros com a pasta do Comércio não aprovaram o tratado, numa reunião no Luxemburgo, passando o dossiê para os chefes de Estado e de Governo, que se reúnem numa cimeira, esta semana.

O programa aborda, ainda, a ofensiva militar para reconquistar Mossul, cidade iraquiana controlada pelo autodenominado Estado Islâmico.

A União Europeia organizou uma reunião de cooperação com o Iraque, ao nível de chefes da diplomacia, para avaliar a operação em curso, nomeadamente as necessidades de assistência às populações afetadas pela intervenção militar.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Scholz diz que a Europa deve continuar a aumentar a ajuda à Ucrânia

Guerra na Ucrânia: qual o impacto do pacote de 61 mil milhões de dólares dos EUA?

UE lança inquérito sobre aquisição de dispositivos médicos produzidos na China