This content is not available in your region

Presidente da Ucrânia em cerimónia sobre isenção de vistos

Access to the comments Comentários
De  Isabel Marques da Silva
Presidente da Ucrânia em cerimónia sobre isenção de vistos

O Presidente da Ucrânia participou numa cerimónia que assinala o regime de isenção de vistos para os ucranianos que queiram viajar para a União Europeia, desde que tenham passaporte biométrico.

“A Ucrânia retorna à família europeia. A Ucrânia despede-se finalmente do império soviético e russo”, disse Petro Poroshenko, que foi recebido pelo Presidente do Parlamento Europeu, Antonio Tajani, quarta-feira, em Estrasburgo (França).

Antonio Tajani mencionou a instabilidade político-militar no país, devido ao conflito com a Rússia, dizendo que “depois desta decisão positiva, a relação entre o seu país e a União Europria será mais fácil”.

“Queremos trabalhar no Parlamento Europeu, enquanto instituição da União, para encontar boas soluções, incluindo para a implementação do acordo de Minsk”, acrescentou Tajani.

O regulamento será publicado em breve no Jornal Oficial da União Europeia e entrará em vigor 20 dias mais tarde.

Na capital ucraniana, Kiev, um cidadão ucraniano referiu que nas muitas viagens que fez para a Europa o visto “foi sempre muito caro, com muita papelada a preencher. Os vistos eram de muito curta duração e tinha de respeitar as datas. Agora tudo ficará muito mais mais fácil para aqueles que querem ir para a Europa fazer turismo ou negócios”.

A isenção aplica-se nas viagens para 26 Estados-membros, já que o visto continuará a ser necessário para entrar no Reino Unido e na Irlanda, que têm um regime de exceção.

Contudo, face a acordos da União Europeia com outros países, a isenção de visto também se aplica nas viagens dos ucranianos para a Islândia, Liechtenstein, Noruega e Suíça.