Embaixador russo junto da UE fala sobre o caso "Skripal"

Embaixador russo junto da UE fala sobre o caso "Skripal"
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Vladimir Chizhov mostra-se desagradado com as acusações do Reino Unido

PUBLICIDADE

Em entrevista à Euronews, Vladimir Chizhov, o embaixador russo junto da União Europeia, não escondeu o desagrado com as acusações do Reino Unido no quadro da tentativa de homicídio do antigo espião russo Serguei Skripal.

Também falou do afastamento do secretário de Estado norte-americano Rex Tillerson.

"O Reino Unido está a incorrer numa violação material da convenção internacional que bane armas químicas porque depois do incidente não possibilitou o acesso da Rússia às amostras. A Rússia responderia a qualquer suspeita no prazo de dez dias. Infelizmente Londres escolheu uma linguagem de ultimatos. Posso dizer, desde já, que usar essa linguagem nas relações com a Rússia não funciona."

"A Rússia não teme coisa alguma. Coisas a deplorar? Sim. Lastimo ter ouvido debates no Parlamento britânico e as declarações oficiais. Em vez disso, a situação deveria ser resolvida de forma adequada. A Rússia deveria ter sido convidada para participar na investigação."

"A propósito de Rex Tillerson não estou convencido de que perdeu a posição por causa deste episódio com Skripal. Não tenho razões para esperar mais suavidade na abordagem face à Rússia por parte do sucessor."

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Moscovo prepara retaliação contra Londres

Quase dois terços dos cidadãos da UE "provavelmente" vão votar nas eleições de junho, segundo uma nova sondagem

UE quer alargar as sanções contra o Irão na sequência do ataque a Israel