EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Parlamento Europeu discute Brexit por entre insultos e advertências

Jean-Claude Juncker em Estrasburgo
Jean-Claude Juncker em Estrasburgo
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Eurodeputados debatem a saída do Reino Unido da UE e exigem mais clareza a Londres.

PUBLICIDADE

Em Estrasburgo, o Parlamento europeu discutiu esta terça-feira a saída do Reino Unido da UE.

"No dia 29 de março de 2019, à meia-noite, o Reino abandonará a União Europeia. Chegará o dia em que se vão arrepender de o ter feito".

Palavras do presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, que exige ao Reino Unido mais clareza nas propostas de separação.

Segundo o eurodeputado belga, Philippe Lamberts, sair da união aduaneira e mercado único respeitando ao mesmo tempo o Acordo de Sexta-feira Santa na Irlanda do Norte evitando barreiras regulatórias é uma equação impossível de resolver.

"Isto não tem nada a ver com a alegada teimosia dos 27, tem apenas a ver com factos muito concretos", advertiu Philippe Lamberts.

No entanto, nenhum argumento parece convencer o eurodeputado britânico, Nigel Farage, que apelou à PM britânica, Theresa May, para mostrar firmeza tal como o presidente Donald Trump.

"Por favor, Sra. May, na cimeira da próxima semana faça como Trump e não se deixe intimidar pela Comissão Europeia, contra estes fanfarrões não eleitos. E já agora, as eleições italianas, não foram uma maravilha?. É óbvio que o jogo chegou ao fim. Ela não fará apenas um favor ao povo britânico mas também ao resto da Europa", rematou Farage em jeito de desafio.

João Ferreira

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

PM britânica otimista em relação ao futuro

De May para Bruxelas

May: Proposta da UE é "ameaça à integridade constitucional"