"Estado da União": Extrema-direita, Escócia e dados privados

"Estado da União": Extrema-direita, Escócia e dados privados
Direitos de autor REUTERS/Francois Lenoir
Direitos de autor REUTERS/Francois Lenoir
De  Isabel Marques da Silva
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O novo grupo parlamentar Identidade e Democracia vai agregar 73 eurodeputados da extrema-direita, com forte presença francesa, alemã e italiana. Este é o tema da abertura do "Estado da União", programa que passa em revista a atualidade europeia da semana.

PUBLICIDADE

Duas semanas após as eleições, a futura composição do Parlamento Europeu começa a tomar forma. Antes das eleições falou-se muito sobre uma vaga de nacionalismo, que acabou por não se materializar totalmente. 

Contudo, as vozes dos eleitos pelos partidos de extrema-direita terão de ser levadas em conta e esta semana apresentaram o seu novo grupo parlamentar Identidade e Democracia.

Este é o tema da abertura do "Estado da União", programa que passa em revista a atualidade europeia da semana. 

Em destaque estão, também, a entrada em vigor, há um ano, das novas regras sobre a proteção de dados e uma entrevista com Nicola Sturgeon, líder do governo regional da Escócia.

Destaques na agenda da próxima semana:

17 de junho

Reunião dos ministros dos Negócios Estrangeiros da União Europeia, no Luxemburgo

20 de junho

Primeiro de dois dias de cimeira da União Europeia, em Bruxelas

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

"Breves de Bruxelas: privacidade de dados terá nova campanha

Nicola Sturgeon procura apoio para a independência da Escócia

"Estado da União": Escândalos políticos "aquecem" campanha eleitoral