EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

"Breves de Bruxelas": Fraude com fundos, Irão e ajudas contra intempérie

"Breves de Bruxelas": Fraude com fundos, Irão e ajudas contra intempérie
Direitos de autor SIMON DAWSON
Direitos de autor SIMON DAWSON
De  Isabel Marques da Silva
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Criar empresas fictícias e fazer e transações comerciais falsificadas é uma das tendências da fraude com fundos da União Europeia, tema de abertura do programa "Breves de Bruxelas".

PUBLICIDADE

Criar empresas fictícias e fazer e transações comerciais falsificadas é uma das tendências da fraude com fundos da União Europeia. Esta e outras conclusões foram apresentadas no relatório do Organismo Europeu Anti-Fraude relativo a 2018.

Este é o tema de abertura do programa "Breves de Bruxelas", que passa em revista a atualidade comunitária. Em destaque estão, também, as seguintes notícias:

  • Os eurodeputados aprovaram a entrega de quase 300 milhões de euros à Áustria, Itália e Roménia, para fazer face aos danos sofridos com inundações e deslizamentos de terra no outono de 2018. A verba é do Fundo de Solidariedade Europeu e 94 por cento da ajuda vai para Itália, país que mais sofreu com a intempérie.
  • O governo francês propôs dar linhas de crédito no valor de 14 mil milhões de euros ao Irão, até ao final do ano. A contrapartida é que o governo de Teerão volte a cumprir o acordo nuclear de 2015. Depois dos EUA se terem retirado do acordo, o Irão passou a violar os valores de enriquecimento de urânio.
Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Organismo anti-fraude pede devolução de 317 milhões de euros

Irão pressiona União Europeia para salvar o acordo nuclear

Tempestade provoca inundações na Áustria