Última hora

Irão pressiona União Europeia para salvar o acordo nuclear

Irão pressiona União Europeia para salvar o acordo nuclear
Tamanho do texto Aa Aa

À beira de ser rasgado o acordo sobre o nuclear iraniano. O Presidente do Irão, Hassan Rouhani, adverte que, a menos que a Europa se mantenha fiel aos seus compromissos, o seu país irá em breve avançar no sentido de se retirar completamente do pacto.

Num discurso no parlamento, em Teerão, Rouhani disse que o Irão daria, até quinta-feira, o terceiro passo atrás no compromisso nuclear acordado em 2015, se a União Europeia não cumprir a promessa de salvar o acordo.

"Se eles (europeus) puderem comprar o nosso petróleo a pronto ou em prestações - com pagamentos adiantados que tornem o nosso dinheiro acessível para nós - isto facilitará a situação para continuar a nossa iniciativa de evitar reduzir os compromissos".

O Presidente Macron está a liderar os esforços da UE para manter vivo o acordo nuclear depois de o Presidente Trump ter retirado os EUA do acordo. No G7, afirmou que estava a tentar negociar conversações directas e Donald Trump indicou que estava aberto à ideia, mas houve sinais contraditórios de Teerão.

Depois de algumas palavras encorajadoras, Teerão voltou a insistir que os Estados Unidos vão ter que levantar as sanções antes de qualquer início de conversa. Rouhani reiterou que o Irão nunca terá conversações bilaterais com os Estados Unidos mas, se as sanções forem levantadas, Washington poderá participar em conversações multilaterais.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.