EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Frio ameaça migrantes na Bósnia

Frio ameaça migrantes na Bósnia
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Os trabalhadores humanitários alertam para a situação de risco dos migrantes no campo de Vucjak, com temperaturas negativas. Querem que o espaço seja encerrado

PUBLICIDADE

Apesar dos pedidos de transferência antes do inverno, centenas de migrantes continuam a viver num acampamento improvisado no noroeste da Bósnia.

Foi ali que ficaram quando entraram no país, depois de atravessarem a chamada rota dos Balcãs, a partir da Grécia, da Macedónia do Norte, da Bulgária, e da Sérvia e Montenegro.

Os trabalhadores humanitários alertam para a situação de risco dos migrantes no campo de Vucjak, com temperaturas negativas. Querem que o espaço seja encerrado.

Tisham Hadi tem 21 anos. Conta-nos que a tenda onde dormia desabou com o peso da neve e que agora está doente e não consegue encontrar um lugar para passar a noite

A prioridade é resistir ao frio. O campo quase não tem instalações, é apenas um espaço com relva que já foi um terreno minado na guerra da Bósnia.

Dragan Mektic, Ministro da Segurança da Bósnia-Herzegovina, diz que um antigo quartel do exército, perto de Sarajevo foi destacado para acolher os migrantes, mas precisa de ser modificado e não estará pronto em menos de 20 dias.

A União europeia quer o encerramento imediato do campo de Vucjak. O bloco já disponibilizou dinheiro para a construção de novas instalações

Mas a neve já chegou e os migrantes continuam no mesmo sítio.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

"É tempo de mostrarmos solidariedade e cooperação na área da migração"

Presidente da Argentina recebe medalha de ouro em Madrid, sem direito a honras de Estado

Barcelona vai acabar com o Alojamento Local. Em Portugal, medidas do “Mais Habitação” são revogadas