Começam as discussões na cimeira da NATO

Começam as discussões na cimeira da NATO
Direitos de autor رويترز
Direitos de autor رويترز
De  Ricardo Figueira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Enquanto Boris Johnson evita ser visto com Donald Trump antes das eleições, Emmanuel Macron defende declarações polémicas.

PUBLICIDADE

Começaram já as conversações na cimeira que assinala os 70 anos da NATO, em Londres. Um aniversário que acontece com a Aliança Atlântica dividida a propósito de temas como a Turquia e depois de comentários polémicos do presidente francês Emmanuel Macron.

Boris Johnson, o anfitrião, é acusado de estar a evitar mostrar proximidade com Donald Trump antes das eleições do dia 12. À chegada, falou aos jornalistas sobre as prioridades da cimeira: "Vamos discutir a iniciativa sobre a disponibilidade operacional e todas as nossas propostas para fazer avançar a NATO, desenvolver a aliança e combater as novas ameaças, particularmente nas esferas do ciberespaço e do espaço".

Macron defendeu as declarações em que acusava a Aliança Atlântica de estar em morte cerebral: "Assumo totalmente as minhas palavras, que permitiram gerar um debate indispensável. A nossa responsabilidade é ultrapassar ambiguidades nocivas e assumir um verdadeiro debate estratégico que começou e que vai prosseguir", disse o presidente francês.

A cimeira acontece enquanto rufam os tambores de uma guerra comercial entre a Europa e os Estados Unidos e com Trump no centro das atenções. O presidente norte-americano defende a posição dos Estados Unidos como peça fulcral da NATO, enquanto enfrenta as críticas dos outros líderes e um processo de destituição em casa. 

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Líderes europeus preparam última cimeira do ano

Líderes da UE sob pressão de Zelenskyy para reforçar as defesas aéreas da Ucrânia

Debate sobre o futuro do Pacto Ecológico reacende profundas divisões