EventsEventosPodcast
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Eurodeputados votarão via email medidas sobre Covid-19

Eurodeputados votarão via email medidas sobre Covid-19
Direitos de autor Euronews
Direitos de autor Euronews
De  Isabel Marques da SilvaJack Parrock
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Depois de mais de duas semanas sem realizar a atividade legslativa como era habitual, o Parlamento Europeu leva a cabo uma sessão plenária extraordinária, quinta-feira, com um sistema inovador de votacao usando email para aprovar medidas de resposta à Covid-19.

PUBLICIDADE

As ruas estão vazias, mas no interior das suas casas, em Bruxelas, os eurodeputados preparam-se para uma sessão plenária muito especial, esta quinta-feira, centrada no combate à Covid 19.

Depois de mais de duas semanas sem poder realizar a atividade legislativa como era habitual, o Parlamento Europeu usará um sistema inovador de voto via email.

"Chamo-me Terry Reintke, sou membro do grupo político Verdes no Parlamento Europeu, eleita pela Alemanha e estou em Bruxelas, em confinamento, mas continuo a trabalhar", disse à euronews via Skype.

"Estou em casa, a trabalhar com o meu tablet e o meu telemóvel. Tenho aplicações tais como Whatsapp, Webexmeet, Skype", explicou a colega portuguesa de centro-equerda, Isabel Santos.

Em teletrabalho, as videoconferências são fundamentais para os eurodeputados coordenarem o trabalho com os colegas das várias comissões especializadas, os cidadãos e outros membros da sociedade civil.

"Organizei um horário para poder falar com as pessoas do meu círculo eleitoral através do Skype. Nas minhas redes sociais lançei uma série especial denominada Covid-19 em que falo com colegas eurodeputados de outros Estados-membros sobre a pandemia", explicou Anna-Michelle Asimakopoulou , eurodeputada grega de centro-direita.

Na agenda da sessão plenária estão medidas tais como suspender a regra que obriga as companhias aéreas a usarem 80 por cento das faixas de horário que lhes são atribuídas, a verba de 37 mil milhões de euros de investimento público proposta pela Comissão Europeia para ajudar os Estados-membros e ativar o Fundo de Solidariedade da União Europeia.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Parlamento Europeu abre portas a afetados pela Covid-19

Eurodeputados debatem coordenação sobre Covid-19

Temas em destaque no parlamento em Estrasburgo