EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Bruxelas abre procedimentos contra Itália e Grécia

Bruxelas abre procedimentos contra Itália e Grécia
Direitos de autor STINA STJERNKVIST/AFP
Direitos de autor STINA STJERNKVIST/AFP
De  Isabel Marques da SilvaAna Lázaro
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Em causa está a decisão dos governos de permitirem que companhias aéreas e marítimas públicas limitem o tipo de compensação oferecido aos passageiros pelas viagens canceladas durante a pandemia.

PUBLICIDADE

A Comissão Europeia tomou medidas, quinta-feira, para fazer valer os direitos dos passageiros, ao abrir procedimentos por infração contra os governos da Grécia e a Itália.

Em causa está a decisão desses governos de permitirem que companhias aéreas e marítimas públicas limitem o tipo de compensação oferecido aos passageiros pelas viagens canceladas durante a pandemia.

"Esses dois países, Grécia e Itália, adotaram legislação que permite às companhias aéreas oferecerem vouchers como única maneira de indemnizar, o que contraria a diretiva de direitos dos passageiros, que estabelece claramente que os passageiros têm o direito de escolher entre o reembolso e o voucher", explicou Stefan de Keersmaecker, porta-voz da Comissão Europeia.

Os governos têm agora dois meses para responder à "carta de notificação formal" enviada por Bruxelas e incorrem em pena de multa.

A Comissão Europeia também enviou cartas de notificação formal pelo mesmo motivo mas a operadores privados de dez Estados-membros, incluindo Portugal.

A Associação Europeia de Consumidores (BEUC) aplaudiu a decisão num comunicado em que refere que "cabe aos governos garantir que as pessoas possam ser reembolsadas em dinheiro e restaurar a confiança no setor das viagens e turismo".

As companhias têm alegado falta de meios para devolver o dinheiro, dizendo que tal poderá ser fatal para o funcionamento de algumas delas, mas a Comissão diz que a diretiva comunitária deve ser respeitada.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Turistas trocam avião por carro

Portugal apoia reembolso via vouchers na aviação

Região russa do Daguestão decreta três dias de luto após ataques que mataram 20 pessoas