Autoridades belgas encerram estabelecimentos públicos em Bruxelas

Autoridades belgas encerram estabelecimentos públicos em Bruxelas
Direitos de autor Euronews
De  Joao Duarte Ferreira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Número de infeções por Covid-19 dispara na Bélgica com uma média diária de 2 500 infeções

PUBLICIDADE

As portas dos estabelecimentos públicos voltam a encerrar em Bruxelas.

A partir desta quinta-feira, o consumo de álcool em espaços públicos por toda a cidade é proibido durante os próximos 30 dias.

As autoridades pedem à população para limitar os encontros sociais a apenas três pessoas fora do círculo familiar.

As novas regras significam mais dificuldades para os comerciantes num ano que é, já de si, difícil.

"Já foi difícil retomar, agora não sabemos como enfrentar isto, não sabemos se vai durar um ou dois meses, não temos escolha, temos que escutar o que eles estão a dizer", adianta Garo Yagan, proprietário do bar Beers Bank na capital belga.

Foram implementadas medidas adicionais no momento em que o número de infetados com Covid-19 sobe em toda a cidade e também no país. A média alcança 2 500 novos casos por dia.

Cerca de um milhar de pacientes encontram-se a receber tratamento hospitalar, cerca de uma centena mais do que na quarta-feira.

Tal como em outros países europeus, os governos tentam encontrar um equilíbrio entre proteger vidas e empregos.

No entanto, dado que a segunda vaga de infeções pode colocar os sistemas de saúde sobre ainda mais pressão, há que definir prioridades.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Bélgica flexibiliza alguns medidas na pandemia de Covid-19

Covid-19: Bélgica volta a limitar os ajuntamentos

Bélgica: Patrulhas militares nas ruas vão terminar