EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

"O nome dela era Rosa"

Rosa tag in Brussels
Rosa tag in Brussels Direitos de autor Euronews
Direitos de autor Euronews
De  euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Morte de adolescente belga motiva manifestação contra as alterações climáticas

PUBLICIDADE

"Os políticos morrem devido à velhice: a Rosa morreu por causa das alterações climáticas".

Esta é a mensagem que Ben, um adolescente belga, não consegue tirar da sua cabeça. Enquanto os líderes mundiais se reúnem na Cimeira do Clima da ONU, em Glasgow, o jovem está a usar a sua perda pessoal devido às alterações climáticas como forma de aumentar a consciencialização a nível interno e externo.

A Rosa foi uma amiga que conheci no acampamento este verão, num pequeno curso na UWC (United World Colleges) Bélgica. No dia 14 de julho, durante as inundações em Ardennes ela foi levada pelo rio. Alguns de nós tentaram salvá-la e tentaram saltar atrás dela. Eu também saltei atrás dela, cheguei até ela e tentei tirá-la de lá, mas infelizmente, ela não se salvou. Encontraram-na, no rio, a uns quilómetros de distância mais abaixo. Portanto, estou aqui por ela, também pelo clima, mas especialmente por ela, pois nunca mais quero que algo do género se repita.
Ben
Ativista ambiental belga

Ben refere-se às inundações fatais que, no verão, tiraram a vida a dezenas de pessoas e desalojaram milhares. Os danos sociais e económicos estão ainda muito presentes no sudeste da Bélgica. Os políticos dizem que foi o maior desastre natural que atingiu o país. Estudos científicos dizem que foi provocado pelas alterações climáticas. 

Os políticos precisam de fazer com as alterações climáticas o mesmo que fizeram com a crise da Covid-19. Precisam de ouvir os cientistas e certificar-se de que as alterações climáticas não pioram, fazer o que é melhor para salvar o nosso mundo e salvar outras pessoas. E ouvir os jovens, que não têm direito de voto, mas que se levantam para lutar contra as alterações climáticas.
Ben
Ativista ambiental belga

Ben não pôde ir à Cimeira do Clima da ONU, na cidade escocesa de Glasgow, pois foi recusada a entrada de menores de 18 anos nos hotéis, No entanto, o jovem quer certificar-se que a sua voz e a de Rosa, cujo nome brilha numa parede de Bruxelas, são ouvidas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Borrell acusa Orbán de deslealdade e associa-se ao boicote contra a presidência húngara da UE

Boicote à Hungria: cimeira informal em Budapeste teve menos de metade dos ministros

O que pode a UE esperar de uma candidata como Kamala Harris?