EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Comuna belga oferece incentivos em dinheiro para incentivar vacinação

Comuna belga oferece incentivos em dinheiro para incentivar vacinação
Direitos de autor Euronews
Direitos de autor Euronews
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Autarca local está em campanha contra a progressão da pandemia de Covid-19

PUBLICIDADE

A Bélgica tem uma das taxas de vacinação contra a Covid-19 mais elevadas do mundo, mas os números escondem desigualdades.

Na comuna de Saint-Josse-ten-Noode, uma das mais pobres de Bruxelas, o autarca local tem uma missão: vacinar as pessoas.

A distribuir cheques de 25 euros ou até testes PCR gratuitos, Emir Kir tem explicado aos moradores por que é que as vacinas são importantes.

"É importante. Temos trabalhado dessa forma e também com a cor da pele, com a idade. Velho, jovem, branco, negro e assim por diante. Porquê? Para chegar às pessoas que estão com medo", sublinhou, em entrevista à Euronews, Emir Kir, autarca de Saint-Josse-ten-Noode.

Apesar de Saint-Josse se localizar paredes meias com o bairro das instituições europeias, Emir diz que a baixa taxa de vacinação tem duas causas: a pobreza e falta de acesso das pessoas.

Por aqui, só um em cada cinco adultos tem a primeira dose da vacina contra a Covid-19, em comparação com os 81% registados em zonas ricas como Woluwe-Saint-Pierre.

"Não sei porque é que na Europa, algumas pessoas pensam que toda a gente é rica. Há pessoas com recursos e também há pessoas velhas. Estão desligados do novo mundo das redes sociais", acrescentou Emir Kir.

O registo online para a vacinação a par do idioma transformaram-se em barreiras para a campanha de vacinação.

Emir Kir entende que para que uma campanha seja realmente bem-sucedida, as soluções devem vir do terreno: "desde o início da crise que digo que a resposta está no nível local, não a nível federal e regional. É melhor trabalhar com pessoas que contam com a confiança da população e não com anónimos."

Um herói local por direito próprio, Emir Kir espera vencer a corrida contra o tempo e contra a pandemia com determinação.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Polónia detalha megaplano para proteger fronteira com a Rússia e a Bielorrússia

"Já foi longe demais". Países da UE mostram-se descontentes com vetos da Hungria à ajuda à Ucrânia

Produtores de leite pedem legislação da UE que incentive rendimento justo