Euroviews. Deve a UE proibir a importação total dos combustíveis fósseis russos?

Eurodeputados de diferentes grupos políticos manifestam-se sobre o que fazer em relação aos combustíveis fósseis russos
Eurodeputados de diferentes grupos políticos manifestam-se sobre o que fazer em relação aos combustíveis fósseis russos Direitos de autor Euronews.
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied
As opiniões expressas neste artigo são da responsabilidade do autor e não representam a posição editorial da Euronews.

Fique a conhecer as opiniões dos eurodeputados de diferentes grupos políticos

PUBLICIDADE

Os 27 Estados-membros decidiram proibir todas as importações de carvão da Rússia. É a primeira vez que o bloco concorda em atacar diretamente produtos energéticos em retaliação à guerra na Ucrânia.

As importações de carvão, que totalizaram 5,16 mil milhões de euros em 2021, representam uma pequena fração dos quase 99 mil milhões de euros que o bloco comunitário gastou, no ano passado, em combustíveis fósseis. As atenções estão, agora, voltadas para o petróleo e para o gás, dois produtos pelos quais a União Europeia paga uma conta muito mais elevada e cuja substituição é mais cara.

O debate está a aquecer, com algumas vozes a descrever o embargo energético como um "dever moral", enquanto outras alertam para uma recessão inevitável se os 27 derem tal passo.

Deverá a União Europeia proibir a importação de todos os combustíveis fósseis russos? A Euronews colocou a pergunta aos eurodeputados.

Assista ao vídeo acima para saber o que realmente pensam.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

UE vai fazer pressão na COP28 para a eliminação progressiva dos combustíveis fósseis

Porque é que o Tratado da Carta da Energia é tão controverso?

Bélgica investiga rede russa suspeita de pagamentos a eurodeputados