EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Fundos europeus: Budapeste a postos para compromissos com Bruxelas

Tibor Navracsics foi recentemente apontado ministro do Desenvolvimento Territorial e Utilização de Fundos Europeus da Hungria
Tibor Navracsics foi recentemente apontado ministro do Desenvolvimento Territorial e Utilização de Fundos Europeus da Hungria Direitos de autor Euronews
Direitos de autor Euronews
De  Sandor Zsiros
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A Hungria continua à espera de receber os fundos de recuperação pós-pandemia de Covid-19. Budapeste tem uma fatia de Budapeste continua à espera de 15 mil milhões de euros à espera

PUBLICIDADE

A Hungria diz-se a postos para assumir compromissos com Bruxelas e aceder aos fundos de recuperação da pandemia de Covid-19.

O ministro húngaro para o Desenvolvimento Territorial e Utilização de Fundos Europeus, Tibor Navracsics, confirmou isso mesmo em entrevista à Euronews.

Budapeste continua à espera de 15 mil milhões de euros em fundos europeus, mas falta a "luz verde" da Comissão Europeia que quer, entre outras coisas, que o país faça reformas anticorrupção.

Depois da aprovação do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) da Polónia, com condições, só falta a Hungria aceder às verbas.

"Espero que esta mudança, que é a minha nova nomeação ministerial, possa ajudar a dar um novo impulso às negociações. Atendendo a que a Hungria é o último Estado-Membro da União Europeia sem acordo com a Comissão Europeia sobre um plano de reconstrução nacional, o nosso objetivo é agilizar ao máximo as negociações para que possamos assinar este acordo até o final do ano", sublinhou Tibor Navracsics.

A situação económica no país é crítica. A moeda húngara está em queda e por causa do défice o governo anunciou cortes orçamentais e mais impostos.

Os especialistas dizem que Budapeste precisa dos fundos como pão para a boca.

Mas será que a Hungria está pronta para se curvar às exigências de Bruxelas?

O ministro Tibor Navracsics dá sinais de abertura: "nas questões de concursos públicos e em matéria de corrupção, podemos propor passos que os peritos da Comissão Europeia sejam capazes de aceitar. Espero ter também um acordo a nível político. Estes passos estão, neste momento, a ser afinados."

Se até ao fim do ano, a Hungria e a Comissão Europeia não se entenderem, 70% dos fundos de recuperação destinados ao país serão perdidos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Ucranianos celebram solstício de verão com festival de inspiração pagã

Suécia participa em exercícios conjuntos da NATO

Procuradoria Europeia investiga ex-diretor do BEI por corrupção