EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Membro do partido de extrema-direita Alternativa para a Alemanha atacado em Mannheim

Cartaz da Alternativa para a Alemanha
Cartaz da Alternativa para a Alemanha Direitos de autor Jens Meyer/AP
Direitos de autor Jens Meyer/AP
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Político ficou ferido e foi hospitalizado. Ataque aconteceu na noite de terça-feira.

PUBLICIDADE

Um membro do partido de extrema-direita Alternativa para a Alemanha (AfD na sigla original) foi atacado em Mannheim, avança a AP, dias depois de um agente da polícia ter morrido num esfaqueamento na mesma cidade alemã durante um evento anti-Islão.

Segundo a agência alemã dpa, o político foi esfaqueado e ficou ferido no incidente que ocorreu pelas 21:45 de Lisboa na noite de terça-feira.

A delegação local da AfD revelou que a vítima foi hospitalizada e que o agressor será um ativista da esquerda radical, segundo a dpa.

A imprensa alemã revela ainda que o ataque aconteceu quando o político da AfD se deparou, alegadamente, com alguém a tentar arrancar um cartaz da campanha eleitoral. Quando confrontou a pessoa, foi esfaqueado. O agressor já foi detido e o político, que não corre risco de vida, não foi identificado.

"Estamos chocados e consternados", disse o líder local da AfD, Markus Frohnmaier, à dpa. A polícia de Mannheim prometeu para mais tarde pormenores sobre o ocorrido.

Polícia morreu em ataque da semana passada

Na sexta-feira passada, um homem de 25 anos, de nacionalidade afegã, esfaqueou vários membros do grupo Pax Europa, que se descreve como opositor do "Islão político", no centro de Mannheim.

Michael Stuerzenberger, ativista anti-Islão que é uma das figuras de proa do grupo e tem discursado nos eventos, foi um dos feridos.

O atacante ainda está no hospital, tendo ficado ferido durante a intervenção das autoridades. Um agente da polícia que interveio e foi esfaqueado acabou por não sobreviver aos ferimentos.

O ataque de terça-feira é o último de uma série de agressões a políticos na Alemanha, que tem levantado preocupações sobre o aumento da violência em contexto político no país.

No mês passado, uma antiga ministra federal alemã foi atacada numa livraria durante um evento e, na semana anterior, um candidato às europeias da SPD, o partido do chanceler alemão Olaf Scholz, foi agredido na cidade de Dresden.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Inédito: multinacionais alemãs aliam-se em campanha contra o extremismo na política

Morreu o agente da polícia ferido num esfaqueamento em Mannheim, na Alemanha

Vários feridos em esfaqueamento em Mannheim, na Alemanha. Agressor foi neutralizado pela polícia