EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Croatas vão às urnas sem grande expetativa na Europa

Eleitores aguardam na fila de uma mesa de voto em Zagreb, Croácia. Quarta-feira 17 abril 2024
Eleitores aguardam na fila de uma mesa de voto em Zagreb, Croácia. Quarta-feira 17 abril 2024 Direitos de autor Darko Bandic/Copyright 2024 The AP. All rights reserved
Direitos de autor Darko Bandic/Copyright 2024 The AP. All rights reserved
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Croatas vão às urnas no domingo, 9 de junho 2024, sem grande esperança de terem voz no Parlamento Europeu. Espera-se uma afluência baixa nas mesas de voto.

PUBLICIDADE

Os eleitores croatas vão votar para as Europeias no domingo, tal como Portugal, contudo, e segundo uma sondagem no país, muitos não acreditam que a Europa possa responder às suas necessidades.

Nas últimas eleições europeias, em 2019, a Croácia foi um dos países com menor afluência às urnas, com uma participação inferior a 30%.

Segundo o Eurobarómetro das eleições de 2019, as taxas de abstenção mais elevadas estão relacionadas com a falta de confiança ou insatisfação com a política, bem como a falta de interesse. Esta última, foi a razão mais evocada na Eslovénia, na Croácia e na Chéquia.

Atualmente, para os croatas a economia é um dos fatores que pesa na hora de escolher os 12 lugares para o Parlamento Europeu. O país atravessa sérias dificuldades económicas após a adoção do euro no ano passado.

"Quero saber quem pode fazer com que os preços nas lojas sejam iguais aos da Europa”, diz Željka, cidadão de Zagreb numa sondagem sobre as eleições.

Para outro eleitor croata, o desconhecimento no funcionamento do Parlamento Europeu levanta dúvidas. “As coisas são decididas à porta fechada e não sabemos realmente que influência o Parlamento tem sobre a Comissão, e é isso que tem realmente impacto nas nossas vidas", disse Mišo.

A Croácia, como muitos países europeus, tem-se inclinado para a direita, mas na opinião de alguns analistas o mesmo não acontecerá nas eleições europeias. "Da direita política, apenas um candidato, talvez dois candidatos, ganharão lugares. Por isso, penso que a Croácia manterá a sua posição centrista", conclui Darijo Čerepinko, analista político.

Em maio, a Croácia teve eleições parlamentares e a União Democrática Croata, de centro-direita, formou governo com o partido de direita Movimento Nacional.

As mesas de voto na Croácia abrem no domingo, às 7h00 locais, e as urnas fecham ao fim da tarde. Os primeiros resultados preliminares baseados nas sondagens à boca das urnas deverão ser divulgados por volta das 19 horas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Conservadores no poder vencem eleição na Croácia, mas precisam de apoios para governar

Eleições na Croácia colocam primeiro-ministro contra presidente

Chegada do euro faz disparar preços na Croácia