EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Nobel da Química distingue descoberta dos pontos quânticos

Os restantes Prémios Nobel (Literatura, Paz e Economia) serão anunciados nos próximos dias
Os restantes Prémios Nobel (Literatura, Paz e Economia) serão anunciados nos próximos dias Direitos de autor Matt Dunham/Copyright 2021 The AP. All rights reserved
Direitos de autor Matt Dunham/Copyright 2021 The AP. All rights reserved
De  Euronews
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Academia sueca "lamenta profundamente" a fuga de informação, que divulgou horas antes os nomes de Alexei Ekimov, Louis Brus e Moungi Bawendi

PUBLICIDADE

O Prémio Nobel da Química foi atribuído a três cientistas: o franco-tunisino Moungi Bawendi, o norte-americano Louis Brus e o russo Alexei Ekimov. Em causa está a descoberta dos chamados "pontos quânticos, nanopartículas tão pequenas que o seu tamanho determina as suas propriedades".

Estas partículas minúsculas de semicondutores podem ser aplicadas em transístores, lasers ou computadores quânticos.

"Hoje em dia, utilizam-se comercialmente, por exemplo, em ecrãs de televisão, nos quais os pontos quânticos produzem as cores RGB que compõem cada pixel. Vemo-los em pontos de iluminação com luz led. A luz azul é convertida numa luz que os humanos sentem como agradável. Também são muito usados na imagiologia biomédica, neste exemplo em particular do sistema vascular de um tumor", explicou Heiner Linke, do Comité Nobel da Química.

A Real Academia das Ciências da Suécia"lamenta profundamente" a fuga de informação que permitiu a vários meios de comunicação divulgar os nomes horas antes do anúncio oficial. Aparentemente, o comunicado foi enviado por erro.

Entretanto, já foram atribuídos os Prémios Nobel da Fisiologia e Medicina - Katalin Karikó e Drew Weissman, pelo trabalho desenvolvido com o ARN mensageiro - e da Física - Pierre Agostini, Ferenc Krausz e Anne L'Huillier, pelo método que “permite gerar pulsos de luz de attossegundos”.

Os restantes Prémios Nobel serão anunciados nos próximos dias. Segue-se o galardão da Literatura (5 de outubro), da Paz (6 de outubro) e da Economia (9 de outubro).

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

De um assistente virtual a avatares digitais: o que saber sobre as novas funcionalidades do TikTok baseadas em IA

NATO inicia investimento de mil milhões de euros em tecnologia de defesa de IA, espaço e robótica

Comissão Europeia vai dar orientações ao setor tecnológico sobre proteção de menores