EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Primeiro astronauta turco regressa de missão de três semanas na Estação Espacial Internacional

O especialista da missão Axiom-3, Alper Gezeravci, da Turquia, reage à sua chegada ao Centro Espacial Kennedy, a 18 de janeiro de 2024.
O especialista da missão Axiom-3, Alper Gezeravci, da Turquia, reage à sua chegada ao Centro Espacial Kennedy, a 18 de janeiro de 2024. Direitos de autor Chris O'Meara/AP Photo, File
Direitos de autor Chris O'Meara/AP Photo, File
De  Associated Press
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Artigo publicado originalmente em inglês

A Turquia saúda o seu primeiro astronauta que regressou de uma missão de três semanas na Estação Espacial Internacional.

PUBLICIDADE

Depois de uma missão privada de três semanas na Estação Espacial Internacional, o primeiro astronauta turco regressou a casa com uma receção digna de herói que simboliza os avanços tecnológicos e aeroespaciais do país.

No aeroporto de Esenboga, em Ancara, Alper Gezeravci foi saudado por crianças que levavam ramos de flores. Em troca, distribuiu bandeiras turcas que levou consigo para o espaço.

O Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, acompanhou de perto a missão de Gezeravci, declarando-a um "novo símbolo de uma Turquia crescente, mais forte e assertiva", depois de o país ter assinalado o seu centenário no ano passado.

Erdogan falou várias vezes com Gezeravci, um antigo piloto de caça turco de 44 anos, desde que este partiu para a Florida para se preparar para a missão.

O seu voo espacial, pelo qual a Turquia pagou cerca de 55 milhões de dólares (51 milhões de euros), foi a terceira viagem deste género organizada pela Axiom Space, sediada em Houston, com a NASA e a SpaceX.

A expedição é vista na Turquia como uma fonte de orgulho nacional e um destaque do seu avanço tecnológico, especialmente no domínio aeroespacial e do desenvolvimento militar, como os drones aéreos.

O ministro da Indústria e Tecnologia, Mehmet Fatih Kacir, dirigiu-se aos jornalistas em Esenboga, em frente a um painel que proclamava "A primeira missão espacial tripulada da Turquia", e disse que esta era "a primeira, mas não será a última. Abriu-se uma nova página nas ciências e tecnologias espaciais para a Turquia".

A Turquia criou a sua própria agência espacial em 2018 e afirmou que irá aterrar na Lua até 2026.

A Gezeravci juntaram-se na viagem o coronel da Força Aérea Italiana Walter Villadei e o sueco Marcus Wandt, antigo piloto de caça. Foram acompanhados pelo astronauta reformado da NASA Michael Lopez-Alegria, que trabalha atualmente para a Axiom Space.

A tripulação regressou numa cápsula da SpaceX, que caiu de para-quedas no Atlântico, ao largo da costa da Florida, na sexta-feira.

Enquanto estiveram em órbita, os astronautas realizaram experiências científicas e conversaram com crianças em idade escolar e funcionários dos seus países. Desfrutaram de alguns dias extra na estação espacial, à espera que o tempo melhorasse na zona de aterragem.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Acidente com foguetão da SpaceX deixa satélites da Starlink na órbita errada

Ariane 6 está a caminho das estrelas com satélite português a bordo

Centros de dados espaciais: "Uma invenção da imaginação" mas que pode tornar a Europa num líder espacial