EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Estudo revela que compensar a falta de sono durante o fim de semana não anula os danos

O sono é importante para a saúde cardiovascular, dizem os cientistas.
O sono é importante para a saúde cardiovascular, dizem os cientistas. Direitos de autor Canva
Direitos de autor Canva
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Artigo publicado originalmente em inglês

Um novo estudo mostra que o ritmo cardíaco e a tensão arterial também pioram ao longo da semana se dormirmos apenas cinco horas por noite.

PUBLICIDADE

Tentar compensar o sono durante o fim de semana não anula os danos de não dormir o suficiente durante a semana, de acordo com uma nova investigação.

Um estudo publicado na revista Psychosomatic Medicine revelou que a pressão arterial e o ritmo cardíaco não voltaram às medidas de base nas pessoas que tentaram recuperar depois de terem dormido apenas cinco horas por noite durante cinco dias.

"Há muitas provas que sugerem que (...) a falta de sono está associada a doenças cardiovasculares a longo prazo", afirmou Anne-Marie Chang, professora associada de saúde bio-comportamental na Penn State University e coautora do estudo, num comunicado.

"A nossa investigação revela um mecanismo potencial para esta relação longitudinal, em que um número suficiente de ataques sucessivos à sua saúde cardiovascular, enquanto é jovem, pode tornar o seu coração mais propenso a doenças cardiovasculares no futuro."

Para realizar o estudo, os investigadores analisaram 15 homens saudáveis, com idades compreendidas entre os 20 e os 35 anos, ao longo de 11 dias.

Nos primeiros três dias, os participantes dormiram dez horas por noite, seguidos de cinco noites em que o sono foi limitado a cinco horas por noite. Depois, foram-lhes dadas duas noites de recuperação para dormirem dez horas.

Os investigadores mediram o ritmo cardíaco e a tensão arterial dos participantes várias vezes por dia durante o estudo para determinar a sua saúde cardiovascular. Isto deve-se, em parte, ao fato de os batimentos cardíacos poderem mudar ao longo do dia.

Os investigadores descobriram que tanto o ritmo cardíaco como a tensão arterial aumentavam a cada dia que os homens não dormiam o suficiente, e não regressavam aos níveis normais no final das duas noites de recuperação.

"Apesar de terem tido uma oportunidade adicional para descansar, no final do fim de semana do estudo, os seus sistemas cardiovasculares ainda não tinham recuperado", explicou Chang em comunicado.

Os investigadores concluíram que pode ser necessário um sono de recuperação mais longo para recuperar de várias noites de sono insuficiente.

Privação de sono é um problema global

De acordo com um inquérito de 2019, cerca de 62% dos adultos sentem que não dormem bem quando vão para a cama.

Sabe-se que a privação de sono leva a problemas de saúde a longo prazo, incluindo redução da saúde cardiovascular, diabetes, obesidade e depressão.

A tensão arterial, por exemplo, desce durante o sono normal, pelo que não dormir o suficiente significa que se mantém mais elevada durante mais tempo.

Cerca de 22% das pessoas na União Europeia têm tensão arterial elevada, o que pode conduzir a doenças cardíacas.

Recomenda-se que os adultos durmam, pelo menos, sete horas por noite e, para dormir melhor, o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças (CDC) recomenda que se mantenha um horário regular.

Recomenda também que se pratique uma atividade física suficiente e que se evite a luz artificial, comer e beber algumas horas antes da hora de deitar.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Medicamento popular para a obesidade pode ajudar a tratar a apneia do sono

Investigadores infetam 36 pessoas com COVID para compreender por que algumas têm menos probabilidades de contrair o vírus

Nova iniciativa com financiamento europeu quer aumentar produção de vacinas em África