Taxas turísticas: os países em que terá de pagar para entrar em 2023

Represa Ratchaprapa, Tailândia
Represa Ratchaprapa, Tailândia Direitos de autor Canva
Direitos de autor Canva
De  Maeve Campbell
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

De Veneza ao Algarve, estes são todos os locais em que terá de pagar para entrar este ano.

PUBLICIDADE

As viagens recuperaram verdadeiramente bem desde a pandemia, impulsionando destinos turísticos que foram prejudicados com restrições e confinamentos.

Mas alguns locais populares estão, mais uma vez, a sofrer com a pressão do excesso de turismo.

Como resultado, alguns recorreram à implementação de uma "taxa turística" em 2022 e outros têm planos de introduzir o imposto este ano.

Muitos lugares já possuem taxas turísticas e, se já viajou para o exterior, provavelmente já pagou uma antes. Pode nunca ter notado - já que às vezes o valor está incluído em passagens aéreas ou impostos que paga no hotel.

Fizemos uma pesquisa alargada: aqui está tudo o que precisa saber sobre os países nos quais tem de pagar para entrar.

Barcelona aumentará taxa de turismo em 2023

O imposto turístico de Barcelona será aumentado nos próximos dois anos, anunciaram as autoridades da cidade.

Desde 2012, os visitantes da capital catalã são obrigados a pagar a taxa turística regional e uma sobretaxa extra para toda a cidade.

A 1 de abril, as autoridades locais aumentaram a taxa municipal para 2,75 euros.

Está previsto um segundo aumento no próximo ano, a 1 de abril de 2024, quando a taxa passará a ser de 3,25 euros.

O imposto aplica-se a visitantes alojados num alojamento turístico oficial.

A autarquia disse que os recursos serão usados para financiar a infraestrutura da cidade, incluindo melhorias nas estradas, serviços de autocarros e escadas rolantes.

Valência vai impor uma taxa turística em 2023

Valência anunciou que introduzirá uma taxa turística para os viajantes que se hospedarem em todos os tipos de acomodação na região, incluindo hotéis, albergues, apartamentos e parques de campismo.

Entrará em vigor no final de 2023 ou início de 2024.

Os visitantes terão de pagar entre 50 cêntimos e 2 euros por noite consoante o alojamento escolhido, até sete noites.

As autoridades dizem que a taxa será direcionada para o desenvolvimento sustentável do setor do turismo da região. Os recursos também serão usados para fornecer alojamento mais acessível para os moradores locais em pontos turísticos.

Olhão, Portugal, vai introduzir taxa turística em 2023

Olhão, uma vila piscatória portuguesa popular entre os turistas, começará em breve a cobrar 2 euros por noite aos visitantes entre abril e outubro.

O imposto será reduzido para um euro entre novembro e março. Não se aplicará a menores de 16 anos e será limitado a cinco noites - por isso, no máximo 10 euros - por viagem.

A taxa será utilizada para minimizar o impacto do turismo na vila algarvia, incluindo a melhoria da limpeza e segurança, de acordo com as autoridades locais.

PUBLICIDADE

Dois dos 16 concelhos algarvios já cobram taxa turística: Faro (1,5 euros por noite até sete noites entre março e outubro) e Vila Real de Santo António (um euro por dia até sete dias).

Tailândia pode introduzir taxa turística em 2023

A Tailândia está a analisar a introdução de uma taxa turística de 300 Baht (8 euros). Esperava-se que entrasse, inicialmente, em vigor no final de 2022, mas a falta de clareza sobre como seria implementada levou a atrasos.

Com as eleições na Tailândia a aproximarem-se, a taxa ainda está em jogo.

O governador da Autoridade de Turismo da Tailândia disse à Reuters no ano passado que parte da taxa será “usada para cuidar dos turistas”, já que houve momentos em que o seguro de saúde não os protegia.

Também ajudará a financiar novos desenvolvimentos de atrações turísticas, como o Grande Palácio em Banguecoque.

PUBLICIDADE

Veneza introduzirá uma taxa turística em 2023 ou 2024

Veneza poderá, em breve, começar a cobrar aos turistas que visitam a cidade. A taxa foi inicialmente prevista para janeiro e depois para o verão de 2023, mas foi adiada várias vezes. Não está claro quando entrará em vigor, mas parece improvável que seja este ano.

O jornal italiano La Stampa noticiou em agosto passado que foram propostas várias medidas para controlar o número de turistas, como um sistema de reservas online. Mas são precisos mais esforços para conter os números - incluindo uma taxa para entrar na cidade.

A taxa proposta varia entre os 3 e os 10 euros, dependendo se é época baixa ou alta.

UE implementa visto de turista em 2024

A partir de 2024, os cidadãos não pertencentes à União Europeia (UE), incluindo americanos, australianos, britânicos e outros viajantes de fora do Espaço Schengen, precisarão preencher um formulário de sete euros para entrar no bloco.

Os menores de 18 anos ou maiores de 70 anos não pagarão a taxa.

PUBLICIDADE

O esquema deveria avançar até novembro de 2023, mas enfrentou atrasos relacionados ao novo Sistema de Entrada/Saída (EES) da UE.

Canva
Bandeira da União Europeia é acenada.Canva

Estes são todos os países onde já tem de pagar uma taxa de turismo para entrar

Muitos países já têm uma taxa turística em vigor, por vários motivos.

Para alguns, trata-se de tentar conter o número de turistas e de evitar o excesso de turismo.

Para outros, é quase como uma taxa de sustentabilidade por cada visitante. O dinheiro desses impostos vai para a manutenção das instalações turísticas e proteção dos recursos naturais.

Alemanha

A Alemanha tem o que chamam de "taxa cultural" (a kulturförderabgabe) e também uma "taxa de cama" (a bettensteuer), em cidades como Frankfurt, Hamburgo e Berlim.

PUBLICIDADE

A taxa é de cerca de 5% da conta do hotel.

Áustria

Na Áustria, paga-se uma taxa de pernoita, que varia de acordo com a província em que se encontra.

Em Viena ou Salzburgo, pagará 3,02% a mais na conta do hotel por pessoa. A taxa de turismo também é conhecida como Tourismusgesetz e Berherbergungsbeiträge.

Bélgica

A taxa de turismo na Bélgica também se aplica ao alojamento, por cada noite que ficar lá.

A taxa está, às vezes, incluída na tarifa do quarto do hotel, mas alguns estabelecimentos separam o custo e tornam a taxa suplementar. Por isso, deve verificar a sua conta com cuidado.

PUBLICIDADE

Antuérpia e Bruges cobram uma taxa por quarto. A taxa em Bruxelas varia de acordo com o tamanho e a classificação do hotel. Em geral, fica à volta de 7,50 euros.

Bulgária

A Bulgária aplica uma taxa turística por dormida.

É muito baixa e varia dependendo da área e classificação do hotel - até cerca de 1,50 euros.

Canva
Plovdiv, Bulgária.Canva

Butão

Enquanto a maioria das taxas turísticas dos países fica abaixo dos 20 euros, o imposto do Butão é altíssimo em comparação.

A taxa mínima diária para a maioria dos estrangeiros é de 250 dólares (228 euros) por pessoa por dia durante a época alta e um pouco menos na época baixa, mas cobre muitas coisas, incluindo alojamento, transporte no país, um guia, alimentação e entradas.

PUBLICIDADE

Chéquia

Só precisa parar uma taxa turística na Chéquia ao visitar a capital, Praga. É muito pequena (menos de 1 euro) e é paga por pessoa, por noite, até 60 noites. O imposto não se aplica a menores de 18 anos.

Croácia

A Croácia aumentou a taxa de turismo em 2019. No entanto, o aumento da taxa aplica-se apenas durante a época alta no verão.

Os visitantes pagam cerca de 10 kuna (1,33 euros) por pessoa, por noite.

Eslovénia

A taxa turística na Eslovénia varia consoante a localização e o hotel.

É um pouco mais alta em cidades maiores e em resorts, incluindo Ljubljana e Bled - cerca de 3 euros.

PUBLICIDADE

Espanha

Se estiver a caminho de Ibiza ou Maiorca, terá de pagar uma taxa de turismo.

A Taxa de Turismo Sustentável, que se aplica a alojamentos de férias nas Ilhas Baleares espanholas (Maiorca, Menorca, Ibiza, Formentera), também se aplica a todos os turistas com 16 anos ou mais.

Durante a época alta, o imposto pode chegar a quatro euros por noite.

Canva
Madrid, Spain.Canva

EUA

Um imposto hoteleiro ou imposto de hospedagem para os turistas que alugam alojamento é cobrado na maior parte dos EUA. Também é chamado de taxa de ocupação.

As taxas aplicam-se a hotéis, motéis e pousadas. A taxa mais alta é, alegadamente, paga em Houston, com um imposto de 17% na conta do hotel.

PUBLICIDADE

França

Em França, é preciso pagar uma “taxe de séjour.”

O valor é adicionado à sua conta de hotel e varia dependendo da cidade em que se encontra.

As taxas variam entre os 0,20 cêntimos e cerca de quatro euros por pessoa, por noite. Pontos turísticos como Paris e Lyon usam o dinheiro para manter a infraestrutura turística.

Canva
Paris, FrançaCanva

Grécia

A taxa de turismo na Grécia é baseada no número de estrelas do hotel ou no número de quartos que está a alugar. Pode ser qualquer coisa até quatro euros por quarto.

Foi introduzida pelo Ministério do Turismo grego para ajudar a reduzir a dívida do país.

PUBLICIDADE

Hungria

Na Hungria, as taxas turísticas só se aplicam em Budapeste.

Os turistas têm de pagar mais 4% por noite sobre o preço do quarto.

Ilhas das Caraíbas

A maioria das ilhas das Caraíbas têm taxas turísticas que são adicionadas ao custo do hotel ou uma taxa de embarque.

Antígua e Barbuda, Aruba, Bahamas, Barbados, Bermudas, Bonaire, Ilhas Virgens Britânicas, Ilhas Caimão, Dominica, República Dominicana, Granada, Haiti, Jamaica, Monserrate, São Cristóvão e Névis, Santa Lúcia, São Martinho, São Vicente e Granadinas, Trindade e Tobago e as Ilhas Virgens Americanas têm todas alguma forma de taxa para os visitantes.

Oscilam entre os 13 e os 45 euros em Antígua e Barbuda.

PUBLICIDADE

Indonésia

As taxas turísticas na Indonésia também só se aplicam em Bali.

Em 2019, uma nova lei estabeleceu que os visitantes estrangeiros na ilha indonésia devem pagar uma taxa de cerca de nove euros.

A receita do imposto vai, alegadamente, para programas que ajudam a preservar o meio ambiente e a cultura de Bali.

Canva
Bali, Indonésia.Canva

Itália

As taxas turísticas em Itália dependem do local onde se encontra.

Veneza pensou introduzir o imposto próprio no verão de 2022. Enquanto isso, a taxa de Roma varia entre os três e os sete euros por noite, dependendo do tipo de quarto, mas algumas cidades menores cobram mais.

PUBLICIDADE

Japão

No Japão, a taxa apresenta-se na forma de um imposto de partida. Os visitantes do Japão pagam mil ienes (cerca de oito euros) ao deixar o país.

O website oficial de turismo diz que esse pequeno imposto faz “uma diferença significativa” para a economia.

Malásia

A taxa turística da Malásia é uma taxa fixa e aplicada por noite.

Não vai mais além do que cerca de quatro euros por noite.

Nova Zelândia

Muitos turistas, pessoas em férias de trabalho e alguns estudantes e trabalhadores que vêm para a Nova Zelândia têm de pagar uma Taxa Internacional de Turismo e Conservação de Visitantes (IVL) à chegada.

PUBLICIDADE

As pessoas da Austrália estão isentas.

São 35 dólares da Nova Zelândia, cerca de 21 euros.

Canva
Nova Zelândia.Canva

Países Baixos

Os Países Baixos têm uma taxa de turismo terrestre e uma taxa de turismo aquático. Em Amesterdão, equivale a 7% do custo de um quarto de hotel. Chama-se toeristenbelasting.

Portugal

A taxa turística reduzida de Portugal é paga por noite por pessoa e só é aplicável a maiores de 13 anos.

Custa cerca de dois euros e atualmente aplica-se em 13 dos 308 municípios de Portugal, incluindo as cidades do Porto, Lisboa e Faro.

PUBLICIDADE

Só tem de pagar nos primeiros sete dias da sua estadia.

Suíça

A taxa de turismo na Suíça varia de acordo com a localização. O custo é por noite e por pessoa e ronda os 2,20 euros.

As cotações de acomodação geralmente não incluem a taxa de turismo - ela é especificada como um valor separado, para ser mais fácil acompanhar.

Só se aplica a estadias inferiores a 40 dias.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Como obter um dos 35 mil passes de comboio gratuitos para jovens este verão

Aeroporto de Dublin poderá quebrar tradição de 76 anos de bênção de aviões

Comboio noturno liga quatro capitais europeias da Bélgica à Chéquia