Última hora

Vídeo

Foram tornados públicos documentos que revelam previsões pouco animadoras depois da saída da União Europeia. O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, diz que os documentos estão desatualizados.
A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.