Sexo no trabalho: Australiana magoa-se mas perde caso em Tribunal

Sexo no trabalho: Australiana magoa-se mas perde caso em Tribunal
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
PUBLICIDADE

Uma australiana avançou com um processo em tribunal depois de se ter magoado a fazer sexo durante uma viagem de negócios e perdeu o caso.

A mulher, que preferiu manter o anonimato, sofreu ferimentos no nariz, boca e dentes depois de ter sido atingida por uma lâmpada que caiu.

A queixosa exigia uma indemnização alegando que o ato sexual, que remonta a 2007, ocorrera num quarto de hotel reservado como parte da viagem de negócios pelo empregador. Mas o Supremo Tribunal da Austrália arquivou o caso esta quarta-feira, ao considerar que a atividade da requerente no momento da lesão ia além do propósito laboral.

Para o Supremo Tribunal a questão que se impõe é “o empregador sugeriu ou incentivou a funcionária a exercer essa atividade? Neste caso preciso, a maioria (dos jurados) estimou que a resposta a esta questão era ‘não’ ”.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Processo de António Costa desce do Supremo para o DCIAP

Giorgio Armani acusada de ter fábricas ilegais na Lombardia e exploração laboral

Tribunal suspende bloqueio do Telegram em Espanha