Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Sexo no trabalho: Australiana magoa-se mas perde caso em Tribunal

Sexo no trabalho: Australiana magoa-se mas perde caso em Tribunal
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Uma australiana avançou com um processo em tribunal depois de se ter magoado a fazer sexo durante uma viagem de negócios e perdeu o caso.

A mulher, que preferiu manter o anonimato, sofreu ferimentos no nariz, boca e dentes depois de ter sido atingida por uma lâmpada que caiu.

A queixosa exigia uma indemnização alegando que o ato sexual, que remonta a 2007, ocorrera num quarto de hotel reservado como parte da viagem de negócios pelo empregador. Mas o Supremo Tribunal da Austrália arquivou o caso esta quarta-feira, ao considerar que a atividade da requerente no momento da lesão ia além do propósito laboral.

Para o Supremo Tribunal a questão que se impõe é “o empregador sugeriu ou incentivou a funcionária a exercer essa atividade? Neste caso preciso, a maioria (dos jurados) estimou que a resposta a esta questão era ‘não’ ”.