Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Bélgica: três semanas de greves contra medidas de austeridade

Bélgica: três semanas de greves contra medidas de austeridade
Tamanho do texto Aa Aa

O bloqueio de estradas e as paralisações de transportes e de várias empresas públicas e privadas na Bélgica, deu hoje início a uma série de protestos contra o plano de austeridade do novo governo de direita, que deverá culminar numa greve geral no próximo dia 15 de dezembro.

O protesto de hoje, a nível regional, afeta as províncias de Hainaut,
Antuérpia, Limburgo e Luxemburgo, paralisando o aeroporto de Charleroi, nos arredores de Bruxelas, assim como alguns terminais do porto de Antuérpia.

A greve, que deverá alternar entre regiões nos próximos três dias, foi convocada pelos principais sindicatos contra medidas como a reforma do sistema de pensões ou os anunciados cortes na segurança social. Medidas com que o novo governo espera de reduzir a dívida pública belga, situada em torno dos 100% do PIB.