Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Vistos de proteção temporária regressam à Austrália

Vistos de proteção temporária regressam à Austrália
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Desencorajar a entrada de imigrantes ilegais na Austrália. É o objetivo do Governo conservador que reintroduziu os vistos de proteção temporária.

Em termos práticos, as emendas à lei da imigração aprovadas pela câmara baixa do Parlamento permitem que os refugiados fiquem no país por um período máximo de cinco anos, mas impedem que se instalem permanentemente.

A deputada Sarah Hanson-Young dos Verdes acusa o governo de utilizar as crianças “como reféns” para negociar a lei.

Em causa está o acordo negociado com os deputados independentes que em troca do voto, pediam a libertação de crianças que se encontravam num centro de detenção nas Ilhas Christmas.

Polémicas à parte, o ministro da Imigração australiano, Scott Morrison, considera que o Parlamento enviou uma forte mensagem aos traficantes de que a Austrália está determinada em reforçar a defesa das fronteiras.

Alterações à lei já criticadas pelos grupos de defesa dos direitos humanos que, de acordo com o executivo, vão travar a entrada de cerca de 50 mil imigrantes no país.