Última hora
This content is not available in your region

Presidente da companhia aérea malaia fala de um pesadelo

Presidente da companhia aérea malaia fala de um pesadelo
Tamanho do texto Aa Aa

A maior transportadora aérea de baixo custo da Ásia promete reforçar a aposta na segurança, um dia depois do avião da AirAsia ter desaparecido sem deixar rasto

O presidente da companhia aérea malaia já lamentou o sucedido e fala de um pesadelo sem precedentes.

O que aconteceu com o aparelho é para já uma incógnita, mas as consequências estão à vista. As ações da companhia malaia registam, esta segunda-feira, as maiores quedas dos últimos três anos e o medo ameaça afastar os passageiros. Um sentimento que dominava todos aqueles que esta manhã se preparavam para fazer a ligação entre a Indonésia e Singapura.

“Queria cancelar o meu voo, mas o meu pai disse-me para não o fazer e para manter a fé” refere Angela Okta, passageira da AirAsia.

“Estavamos preocupados, mas chegamos demasiado tarde para cancelar o voo. Por isso, resolvemos arriscar” acrescenta Erick Wiranata, passageiro da AirAsia

O acidente com o avião – operado pela filial indonésia – é o primeiro desde que o empresário Tony Fernandes comprou a empresa em 2001.