Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Coreia do Norte condena novas sanções dos EUA

Coreia do Norte condena novas sanções dos EUA
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A Coreia do Norte condenou as novas sanções impostas pelos Estados Unidos, como resposta ao ataque informático lançado contra a Sony. Numa mensagem divulgada este domingo, Pyongyang qualificou as medidas de Washington como “hostis” e como uma demonstração de “empedernida repugnância” em relação à Coreia do Norte.

Na sexta-feira, o Presidente norte-americano autorizou a imposição de novas sanções contra Pyongyang em resposta ao “destrutivo” ataque informático contra a companhia cinematográfica Sony Pictures. As novas medidas atingem três entidades norte-coreanas, incluindo uma agência de serviços secretos, e dez pessoas que trabalham para essas empresas e para o governo norte-coreano.

A Sony Pictures foi então alvo de um ataque informático e por isso cancelou, numa primeira fase, a exibição do filme “The Interview”, sobre uma tentativa de assassínio da CIA do líder norte-coreano, Kim Jong-Un. O filme acabou por ser distribuído pela internet e numa rede restrita de salas de cinema dos Estados Unidos.

A Coreia do norte, apesar de ter criticado a estreia do filme, garante que não é responsável pelo ataque informático à Sony Pictures.