Última hora
This content is not available in your region

Charlie hebdo em destaque nas televisões europeias

Charlie hebdo em destaque nas televisões europeias
Tamanho do texto Aa Aa

Três milhões e meio de pessoas estiveram na ruas de França para dizerem: “eu sou Charlie”. Os ataques terroristas da semana passada reforçaram a união nacional e a ligação dos franceses às forças da ordem, como demonstra a reportagem da France 2.

A RAI 3 destaca a espera de milhares de pessoas por um exemplar do Charlie Hebdo. A maioria esteve na fila desde madrugada. Os novos leitores querem, assim, prestar um ato de solidariedade e de afirmação da liberdade de expressão:

A redação do jornal perdeu 7 caricaturistas, mas os sobreviventes foram acolhidos pelos companheiros do Libération e lançaram-se ao trabalho, apesar do desgosto, para o jornal sobreviver. O mesmo fizeram os desenhadores a nível internacional, como se vê na reportagem da TVE.

No mundo muçulmano, a manchete do Charlie teve uma condenação geral. A única exceção foi o jornal turco Jumhuryet que publicou os desenhos. A televisão suiça seguiu as reações:.