Comandante rebelde do LRA ugandês transferido para o TPI em Haia

Comandante rebelde do LRA ugandês transferido para o TPI em Haia
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

O líder rebelde do Exército de Libertação do Senhor – LRA – foi transferido esta terça-feira, da República Centro-Africana para o Tribunal Penal

PUBLICIDADE

O líder rebelde do Exército de Libertação do Senhor – LRA – foi transferido esta terça-feira, da República Centro-Africana para o Tribunal Penal Internacional, em Haia, depois de se ter rendido em Dezembro.

Dominic Ongwen é um dos cinco comandantes do grupo rebelde ugandês procurados pela justiça desde 2005 por crimes de guerra e crimes contra a humanidade.

Ongwen, cuja comparência no tribunal não tem ainda data marcada é acusado de crimes como escravatura, assassínio, atos cruéis contra a população civil e pilhagem.

O LRA é considerado como um dos grupos armados mais sanguinários de África, sendo responsável por mais de 100 mil mortos e 60 mil sequestros (a maioria crianças soldado) em 30 anos de conflito.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Uganda enterra vítimas do massacre em escola

Ataque a escola no Uganda faz mais de 40 mortos

Girafa de espécie rara sai à rua pela primeira vez no Zoo de Chester