França: Início do julgamento de Dominique Strauss-Kahn por proxenetismo agravado

França: Início do julgamento de Dominique Strauss-Kahn por proxenetismo agravado
Direitos de autor 
De  Fernando Peneda com Lusa/AFP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Em França, Dominique Strauss-Kahn começa esta segunda-feira a ser julgado no Tribunal Correcional de Lille por proxenetismo agravado. O ex-diretor do

PUBLICIDADE

Em França, Dominique Strauss-Kahn começa esta segunda-feira a ser julgado no Tribunal Correcional de Lille por proxenetismo agravado.

O ex-diretor do FMI é acusado de estar no centro de uma rede de prostituição criada por amigos seus.

Se for considerado culpado arrisca dez anos de prisão e uma multa de 1,5 milhões de euros.

Conhecido como “Caso Carlton” o processo envolve outros 13 réus.

Em 2011 a polícia judiciária de Lille começou a investigar de perto frequentadores assíduos do Hotel Carlton e do Hotel des Tours, onde René Kojfer, encarregado das relações públicas, faria chegar prostitutas para satisfazerem determinados clientes.

Graças ao dispositivo de vigilância montado, e sobretudo às escutas do telemóvel de René Kojfer, começaram a surgir nomes e entre eles figurava o de Dominique Strauss-Kahn.

O antigo chefe do FMI caiu em desgraça após ser detido nos EUA por suspeita de violar uma empregada de hotel em Nova Iorque.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Caso Carlton: Dominique Strauss-Kahn na barra do Tribunal Correcional de Lille

Jornalistas têm acesso raro a submarino nuclear francês da classe Rubis

Polícia encontra mais de 60 quilos de canábis em casa de autarca francesa