EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Quatro países africanos combatem Boko-Haram

Quatro países africanos combatem Boko-Haram
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Quatro exércitos africanos (Nigéria, Camarões, Chade, Níger) combatem diretamente a seita islamista Boko Haram, enquanto se aguarda a formação de

PUBLICIDADE

Quatro exércitos africanos (Nigéria, Camarões, Chade, Níger) combatem diretamente a seita islamista Boko Haram, enquanto se aguarda a formação de uma força regional de 8.700 homens, cuja composição deve ser definida.

A ofensiva do exército nigeriano contra a seita islâmica Boko-Haram matou 300 islamitas e levou à recuperação de 11 cidades e aldeias desde o início da semana.

A fonte é do Exército que declarou ter perdido dois soldados enquanto dez outros ficaram feridos.
Os militares concentram-se nos pontos estratégicos.

“Fotokol é um ponto sensível porque liga as duas grandes regiões, a África Ocidental e África Central. E, esta cidade é o ponto de trânsito para toda a atividade económica e humana. Fotokol é de um enorme centro de interesse”.

Os milicianos circulam com facilidade entre as fronteiras da Nigéria e Camarões e sul do Chade.

Pelo terror, a seita quer impedir a realização das eleições gerais que estavam previstas para 14 de Fevereiro e que devido a inúmeros ataques mortíferos foram adiadas para 28 de Março por razões de segurança.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

França aperta medidas de segurança antes da cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos

Ucraniano pró-russo detido em hospital francês por suspeita de planear um atentado

Polícia francesa mata homem que tentava incendiar sinagoga em Rouen