A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Iémen: Situação humanitária "catastrófica"

Iémen: Situação humanitária "catastrófica"
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A situação humanitária está cada vez mais insustentável, no Iémen. A Cruz Vermelha Internacional classifica a situação de “catástrofe”. Calcula-se que mais de 560 pessoas, na maioria crianças, tenham morrido, desde o início do conflito, em março.

A Cruz Vermelha espera enviar, hoje, para Sanaa, um avião com 16 toneladas de material médico e outro, amanhã, com 32 toneladas.

A porta-voz regional da organização, Marie Claire Feghali, afirma que “os hospitais estão sobrecarregados e que são incapazes de cuidar de um número tão grande de feridos.” Diz ainda que “há cadáveres nas ruas pois as famílias são incapazes de enterrá-los de maneira adequada”

Os combates continuam em Aden, o principal porto marítimo do país, entre os rebeldes hutis e as forças que apoiam o presidente deposto, Abd Rabbu Mansour Hadi.

A Liga Árabe, liderada pela Arábia Saudita, continua a bombardear as posições dos insurgentes.

A Rússia já apelou para que se faça uma pausa nos raides aéreos, de modo a que se possa ajudar a população.