Última hora

Bruxelas quer que sejam Estados-membros a decidirem sobre OGM

Bruxelas quer que sejam Estados-membros a decidirem sobre OGM
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A Comissão Europeia quer que seja cada Estado-membro a decidir se vai utilisar ou não organismos geneticamente modificados (OGM) na cadeia alimentar.

De acordo com a proposta apresentada esta quarta-feira, em Bruxelas, mesmo que a utilização de um OGM tenha sido autorizada na União Europeia, os Estados-membros poderão excluir a sua utilização no consumo humano e animal. Para isso, devem apresentar motivos considerados “legítimos”.

O documento da “Comissão Juncker” terá ainda de ser aprovado pelo Parlamento Europeu e pelo Conselho de Ministros da União Europeia, mas já está a suscitar críticas.

Para as organizações ambientais, Bruxelas está a fugir às suas responsabilidades. Para a agroindústria, trata-se de um obstáculo para os negócios, sobretudo no âmbito do futuro acordo de livre-comércio com os Estados Unidos.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.