EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Ciclismo: Astana conserva licença World Tour mas fica sob vigilância apertada

Ciclismo: Astana conserva licença World Tour mas fica sob vigilância apertada
Direitos de autor 
De  Euronews com EFE, AFP
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Apesar de dois casos de doping, a Astana continua no World Tour, as provas de elite da União Ciclista Internacional (UCI).

PUBLICIDADE

Apesar de dois casos de doping, a Astana continua no World Tour, as provas de elite da União Ciclista Internacional (UCI). Assim, o italiano Vincenzo Nibali vai provavelmente poder defender o título na Volta a França em Bicicleta. Dizemos provavelmente, porque a licença da Astana está sujeita a uma monitorização apertada, que foi definida pela Comissão de Licenças da UCI e pelo Instituto de Ciências do Desporto da Universidade de Lausana (ISSUL).

É o instituto suíço que vai verificar se a Astana cumpre com as condições estabelecidas. O processo contra a equipa de ciclismo pode ser reaberto a qualquer momento se houver uma violação das medidas impostas.

A Astana estava a correr com uma licença provisória, passada em dezembro, depois de dois casos de doping por EPO na equipa. As ligações ao médico Michele Ferrari de alguns corredores e os mais recentes casos de dopagem tinham levado o presidente da UCI, Brian Cookson a pedir a revogação da licença da equipa.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Arrivederci, Buffon! Italiano tira as luvas e fecha carreira repleta de êxitos

Juventus não vai recorrer da decisão da UEFA

Demi Vollering conquista Tour feminino