A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

1.º de Maio na Turquia marcado por confrontos e detenções perto da Praça Taksim

1.º de Maio na Turquia marcado por confrontos e detenções perto da Praça Taksim
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Canhões de água, gás lacrimogéneo, balas de borracha, confrontos e detenções: está a ser assim o 1.º de Maio em Istambul.

Sindicatos, apoiados por membros da oposição, desafiaram a proibição imposta pelo governo e marcharam rumo à emblemática Praça Taksim, que está selada por um impressionante dispositivo policial. 10.000 polícias foram mobilizados para a cidade.

Mesmo assim, por entre os confrontos, um grupo com cerca de meia centena de manifestantes conseguiu entrar na praça, que foi o epicentro da revolta de 2013 contra a deriva autoritária do agora presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan.

Ao inicio da tarde, a polícia dava já conta de mais de 130 detenções na maior cidade da Europa. Entre os detidos está pelo menos um dos candidatos da oposição às eleições legislativas agendadas para dentro de pouco mais de um mês.

Turkish police fired tear gas and water cannon at hundreds of stone throwing May Day protesters, after they defied a ban and tried to march on Istanbul's Taksim Square. (Anadolu agency)

Posted by euronews on Friday, May 1, 2015