This content is not available in your region

Farkhunda inocentada depois de morta

Access to the comments Comentários
De  Euronews  com Reuters, AFP
Farkhunda inocentada depois de morta

Farkhunda de 27 anos foi brutalmente assassinada em Cabul, no Afeganistão, por um crime que não cometeu.

A conclusão é do tribunal que julga os crimes contra a segurança nacional e que, esta quarta-feira, condenou à morte por enforcamento quatro dos homens envolvidos no linchamento da afegã. Oito vão cumprir uma pena de prisão de 16 anos.

A mulher suspeita de ter ateado fogo a um exemplar do Alcorão foi espancada, em março em plena capital afegã perante o olhar passivo da policia e da população. A jovem foi depois queimada, mas não se sabe se na altura já estaria morta.

O caso gerou uma onda de contestação no país e o chefe de Estado prometeu tudo fazer para esclarecer o caso.

No total, 19 polícias aguardam, ainda, pela leitura da sentença que deve ser conhecida nos próximos dias.