Última hora
This content is not available in your region

Protestos fazem mais uma vítima no Burundi na véspera de cimeira africana

Protestos fazem mais uma vítima no Burundi na véspera de cimeira africana
Tamanho do texto Aa Aa

A vaga de protestos no Burundi fez esta manhã mais uma vítima mortal durante uma manifestação de centenas de pessoas nos subúrbios da capital.

Segundo testemunhas, a polícia teria dispersado com balas reais o protesto no bairro de Butarere, tendo morto pelo menos um manifestante, ferindo outras duas pessoas.

Como desde há 17 dias, os manifestantes protestavam contra a decisão do presidente Pierre Nukurunziza de se apresentar a um terceiro mandato nas eleições de junho.

Uma decisão que viola a Constituição do país, segundo a oposição, apesar de ter sido recentemente validada pelo Tribunal Constitucional.

O novo episódio de violência aumenta para 22 o número de vítimas mortais desde o início da contestação, quando o país teme um regresso dos confrontos sangrentos entre as comunidades hutus e tutsis, que marcaram a guerra civil no país.

Os chefes de estado de vários países da África Oriental reúnem-se esta quarta-feira em Dar Es Salaam para tentar encontrar uma solução para o conflito.

O Conselho de Segurança da ONU tinha apelado, há alguns dias, ao fim do conflito no território, sem no entanto, exigirem o adiamento das polémicas eleições de junho.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.